Blog da Redação

postado: 7 de Nov. de 2016 às 15:59

Com participação de Dado Villa-Lobos e Fernando Catatau, Jonnata Doll e os Garotos Solventes lança Crocodilo

  • Imprimir

Por Redação

Ao lado do Garotos Solventes, o cearense Jonnata Doll cravou o nome dele como um dos mais insurgentes de uma cena que resgata o protopunk de artistas como New York Dolls, The Stooges e Lou Reed. Dois anos depois de lançar um trabalho autointitulado, o quinteto formado por Doll, Joaquim Loiro Sujo (baixo), Edson Van Gogh (guitarra), Léo Breedlove (guitarra) e Felipe Maia (bateria), retorna com o disco Crocodilo.

Com parcerias de Dado Villa-Lobos (“Swing de Fogo” e “Quem é Que Precisa”) e do guitarrista do Cidadão Instigado, Fernando Catatau (“Cigano Solvente”), o sucessor de Jonnata Doll e os Garotos Solvetes (2014) foi concebido após uma temporada de exílio e desintoxicação feita pelo vocalista em um sítio da família dele.

Embora não traga a crueza do debute, Crocodilo é um passeio por todo o movimento punk, desde a gênese selvagem de Iggy e os Stooges, passando pelo lirismo beatnik e sombrio de Velvet Underground, até o pós-punk melódico e melancólico de grupos como Smiths e The Cure.

Ouça abaixo Crocodilo, segundo disco do Jonnata Doll e os Garotos Solventes.