O Samba Book de Martinho da Vila está chegando

Redação Publicado em 08/01/2013, às 20h20 - Atualizado às 20h22

Martinho da Vila
Guto Costa/Divulgação

Por Cláudia Boëchat

Boas-novas. 2013 chega emplacando um projeto muito bacana, o Samba Book. Coisa dos caras da Musickeria (Diogo Nogueira, Afonso Carvalho, Flávio Pinheiro, Luiz Calainho e Sergio Baeta) e que lembra muito os memoráveis songbooks do saudoso Almir Chediak. O Samba Book, porém, é mais contemporâneo e tem como foco apenas os grandes sambistas. Chediak abordava grandes nomes da MPB em geral. O primeiro já foi lançado e o homenageado foi João Nogueira. Agora, mostrando que veio pra ficar, o Samba Book traz Martinho da Vila.

Já está pronto. São dois CDs com 24 músicas, DVD, Blu-Ray, livro “discobiográfico”, além de fichário com partituras de 60 sambas de autoria de Martinho. Pouco diante de sua obra – já que ele tem 45 discos gravados, até agora –, mas ótimo pra gente ter uma boa amostra da criação desse nosso papa do samba, carioca de Vila Isabel. O Samba Book de Martinho estará à venda em abril e conta com a participação de um monte de feras da MPB.

Os arranjos originais foram mantidos ao máximo – nas gravações e nas partituras –, havendo apenas uma adequação ao tom de voz desse ou daquele intérprete. Não falta gente bamba interpretando as composições de Martinho nesse Samba Book. Olha a lista das canções com seus respectivos intérpretes:

- Ana Costa, “Odilê Odilá” (Martinho e João Bosco)

- Casuarina, “Pra Tudo Se Acabar Na Quarta-Feira”

- Diogo Nogueira, “Queria Tanto Lhe Ver” (Martinho e Nelson Rufino)

- Dorina, “Filosofia De Vida”

- Elza Soares, “Madalena Do Jucu” (Martinho e Congadeiros do Espírito Santo)

- Fernanda Abreu, “Sonho De Um Sonho” (parceria de Martinho com Rodolpho de Souza e Tião Graúna)

- Jair Rodrigues, “Amor Não É Brinquedo” (Martinho e Candeia)

- João Bosco, “Menina-Moça”

- João Donato, “Meu Laiaraiá”

- Lecy Brandão, “Casa De Bamba”

- Luiz Melodia, “Disritmia”

- Marcelinho Moreira, “Na Minha Veia” (Martinho e Zé Catimba)

- Moisés Marques, “Renascer Das Cinzas”

- Ney Matogrosso canta “Ex- Amor”

- Paula Lima, “Grande Amor”

- Paulinho da Viola, “Quem É Do Mar Não Enjoa”

- Pedro Luís, “Pra Que Dinheiro?”

- Pitty, “Roda Ciranda”

- Toni Garrido, “Deixa a fumaça entrar” (Martinho e Beto Sem Braço)

- Zeca Baleiro, “Pequeno Burguês”

Alguns filhos dos filhos de Martinho participam do Samba Book:

- Tunico da Vila, “Meu Off Rio”

- Mart’nália, “Segure Tudo”

- Maíra Freitas, “Fim de Reinado”

O próprio Martinho puxa o “Canta, Canta Minha Gente” com todo mundo junto. Bonito. Ouça uma antiga gravação:

E o melhor: a ideia é espalhar a obra pelas escolas e mostrar que samba também se aprende, sim, na escola. Outra novidade, em relação aos songbooks de Chediak, é a inclusão do meio digital no projeto. Os Samba Books estão em várias plataformas, incluem aplicativos para tablets e smartphones e tudo está interligado nas redes sociais. Bacana, né?

Para falar com Cláudia Boëchat envie e-mail para claudia.boechat@rollingstone.com.br