Blog Sobe o Som

postado: 13 de Julho de 2017 às 11:31

Diário de Bordo: Aeromoças e Tenistas Russas conta sobre sua primeira turnê pela Europa

  • Imprimir

A banda de São Carlos/SP Aeromoças e Tenistas Russas esteve em turnê pela Europa, onde se apresentou, entre outros lugares, no Festival Primavera Sound. Leia abaixo o diário de bordo que o grupo, formado por Juliano Parreira (baixo), Eduardo Porto (bateria), Gustavo Palma "Hoolis" (teclado) e Gustavo Koshikumo (guitarra), preparou para a Rolling Stone Brasil. A banda também liberou com exclusividade para o SoS um vídeo do show no Primavera.



"Barcelona – Espanha
Nossa chegada foi por Madri, mas fomos direto para Barcelona passar seis dias lá, sendo que faríamos dois shows na cidade. Um deles foi dentro do Festival Primavera Sound, em um dos oito palcos que receberam várias de nossas principais influências musicais (que honra!). Esse foi o primeiro show da turnê e rolou aquele frio na barriga – nunca tínhamos apresentado essas músicas para o público de fora do país. E foi lindo! As pessoas foram chegando cada vez mais e, o melhor de tudo, ficaram até o final. Talvez esse tenha sido um dos melhores shows que fizemos durante toda circulação. O outro foi em uma tarde no CCCB, em um evento que foi uma espécie de invasão brasileira no Primavera Pro, com Bike, Me and The Plant, Marrekesh, Liniker e os Caramelows e Tiê, subindo ao palco. Todas as bandas se ajudaram, se fortaleceram e puderam trocar várias experiências, o que aproximou todo mundo.

Amsterdã - Holanda
Passamos rapidamente por Amsterdã (foram menos de dois dias), mas conseguimos conhecer alguns coffee shops e assistir ao show da Soukast (com Simone Sou e Guilherme Kastrup). Também tivemos a chance de tocar no “formato um de frente pro outro” (em círculo) em um local chamado Cinetol, onde o show contou com projeções e possibilitou vários encontros com amigos que vivem por lá.

Berlim - Alemanha
Andamos muito, mas muito mesmo! Queríamos conhecer a cidade a pé e essa foi a desculpa para parar em todos mercados e bares à beira do rio, onde tomamos cervejas espetaculares e BASTANTE baratas. Passamos pelo muro de Berlim e encontramos um "Fora Temer" que, dois dias depois, foi colocado em uma matéria na imprensa. A apresentação foi em um prédio/ocupação chamado Greenhouse, um lugar com uma vista incrível da cidade e um clima mais intimista.

Coimbra - Portugal
Esse show foi uma surpresa, fechado poucos dias antes. Um amigo nosso queria muito agitar esse show por lá e conseguiu. Pegamos um trem, tocamos para um dos públicos mais fervorosos que tivemos e ainda ficamos hospedados em uma casa de 1532 de quatro andares.

Porto - Portugal
Acabamos ficando três dias e fizemos a performance mais cheia e surpreendente de todas na consagrada Casa da Música. Abrimos para Liniker e os Caramelows, que são parceiros nossos de agência (Let's GIG) e com quem já trabalhamos na faixa "BoxOkê", do disco deles Remonta. A gente não sabia o que esperar, já que todos estavam lá pra ver esse furacão que é Liniker (e também por causa do fato do show ser na Europa), mas a recepção foi maravilhosa. Essa foi a cidade que mais nos trouxe seguidores para as redes sociais e que rendeu os melhores feedbacks por mensagem.

Lisboa - Portugal
A passagem mais rápida de todas. Chegamos, nem passamos o som, fomos comer e já começou a noite. Mais uma vez com Liniker e Os Caramelows, que colocaram o Musicbox abaixo. Tivemos o privilégio de encontrar vários queridos amigos brasileiros por lá.

Amares - Portugal
Tocamos em um festival surpreendente, o Vira Pop! Essa é uma cidadezinha que recebe muitos idosos por conta de suas termas. O lugar era um gramadão com um palco bem grande. A curadoria, produção e equipe técnica foram impecáveis. Um dos melhores lugares onde passamos, e ainda ganhamos um vinho produzido ali do lado.

Guimarães - Portugal
Nossa última data e a despedida de turnê. Tocamos no Convívio, um lugar que ministra aulas de jazz. O público foi super atencioso, e depois virou uma balada. O mais impressionante foi que estava todo mundo na rua por conta do calor. A cidade é conhecida por ser a primeira a ser fundada em Portugal, foi lá onde nasceu e viveu o primeiro rei do país. Ao final da noite, conhecemos um rapaz que nos levou para um castelo/ocupação com cerveja, mesa de ping-pong, jogos, instrumentos. Uma loucura total!

O saldo final foi maravilhoso: passamos por quatro países, oito cidades e fizemos nove shows. Conhecemos pessoas e lugares incríveis e a recepção do nosso som, que não tínhamos ideia de como seria, não poderia ter sido melhor. Agora é trabalhar para voltar e colher os frutos dessa primeira turnê pela Europa."