Blog Sobe o Som

postado: 12 de Junho de 2018 às 14:12

Duo de eletrônico Strobo lança clipe frenético e sensorial homenageando tradições paraenses; assista a “Peixes”

  • Imprimir
Strobo
Dudu Maroja/Divulgação

Formado pelos paraenses Léo Chermont e Arthur Kunz, o duo de música eletrônica Strobo lançou, nesta terça, 12, o clipe para a faixa “Peixes”, dirigido por Vladimir Cunha, cineasta conhecido pelo documentário Brega S/A, de 2009.

O vídeo, que faz parte do filme Strobo (produzido pela Natura Musical), retrata, através de imagens e cortes frenéticos, a atividade diária e tradicional da chegada dos peixes ao mercado Ver-o-Peso, que fica na cidade de Belém. Continuando a homenagem ao estado de onde vêm, o duo também convidou o conhecido bailarino Claudio Baia para acrescentar ao clipe a importância que a dança tem no Pará.

O curta-metragem, que segue na linha da ficção científica, deve estrear ainda no primeiro semestre de 2018, e conta a história de dois seres que, para se libertarem de um loop infinito da própria criação, precisam encontrar três entidades com o poder de dar novo significado à existência dos dois. É nesse momento que o clipe se encaixa com o total da obra: uma das entidades é a dança em si, representada por Baia em “Peixes”.

Strobo foi realizado através do edital de 2017 da Natura Musical, programa que já contribuiu para projetos musicais de artistas como Felipe Cordeiro, Lucas Estrela, Dona Onete, Aíla, Arthur Nogueira, Francisco, El Hombre, Liniker e os Caramelows e Johnny Hooker.

As inscrições para concorrer à próxima edição do edital acontecem entre 12 e 29 de junho, através deste site, e oferece R$ 4,5 milhões para a produção de um álbum, EP, vinil, shows, clipes ou livro, que dissemine conteúdos musicais em diferentes formatos e plataformas. A novidade este ano é que coletivos culturais agora também são elegíveis para concorrer, recebendo o valor para a produção, promoção e realização de mostras, residências, intercâmbios, conteúdos e outras ações.

Assista abaixo ao clipe de “Peixes”.