Edição 25 - Outubro de 2008

7. NOEL ROSA

Mito da boemia, ele morreu jovem demais
  • Imprimir
NOEL ROSA
Reprodução
por Por Daniel Benevides

259 músicas em sete anos. todas muito boas, algumas obras-primas. Muitas fizeram sucesso, animaram carnavais, tocaram incessantemente no rádio. Noel Rosa (1910-1937), franzino, mulherengo e boêmio, nascido na Vila Isabel pelo fórceps que lhe marcou o queixo, era gênio. Elevou as letras de samba ao patamar de poesia - poesia satírica, amorosa, social. Fez até poesia experimental, com seu "Gago Apaixonado" e a epistolar "Cordiais Saudações".

Pai do moderno samba urbano, influenciou decisivamente Chico Buarque e tantos outros. Sua carreira meteórica, que acontecia entre aulas de medicina (largou no 3º ano), bares e bordéis, deslanchou a partir do sucesso de "Com que Roupa?", em 1930. Como tantas canções que faria, era autobiográfica: por causa de sua saúde frágil, a mãe escondia suas roupas para que não saísse à noite.

Camarada de malandro e figuras da noite carioca, gostava de compor com parceiros, especialmente Ismael Silva ("Para Me Livrar do Mal") e Vadico ("Conversa de Botequim", "Feitio de Oração"). Mas também compunha bem sozinho ("Fita Amarela", "Palpite Infeliz", "Último Desejo"), na calada da noite, com o indefectível cigarro pendido na boca.

A combinação de tuberculose e boemia foi demais para os pulmões fracos. Como os grandes poetas românticos e míticos astros do rock, morreu com 26 anos. Mas suas canções ficaram, sempre presentes.

1. TOM JOBIM
O maestro soberano da Música Popular Brasileira

2. JOÃO GILBERTO
O revolucionário pai da bossa nova

3. CHICO BUARQUE
O poeta versátil da canção popular

4. CAETANO VELOSO
Um ser onipresente na música brasileira

5. JORGE BEN JOR
A estética revolucionária de um gênio autodidata

6. ROBERTO CARLOS
O artista que é a cara do Brasil

7. NOEL ROSA

8. CARTOLA
O talento e a pureza de um gênio silencioso

9. TIM MAIA
Sem mudar os rumos da música, deixou marcas profundas

10. GILBERTO GIL
Sua carreira se confunde com a história de nossa cultura

Você conhece os outros 90 artistas nas páginas da edição 25 da RS Brasil, outubro de 2008

Recomendadas