Edição 106 - Junho de 2015

Fundo na Esquisitice

Dan Auerbach, líder do Black Keys, grava um disco solo maluco
  • Imprimir
Fundo na Esquisitice
Divulgação
por Patrick Doyle | Tradução: Ana Ban

O Black Keys teve que cancelar várias semanas de shows, no início do ano, depois que o baterista, Patrick Carney, deslocou o ombro surfando no Caribe. Mas o colega de banda dele, Dan Auerbach, aproveitou bem a folga e terminou um álbum solo que vai lançar em meados do ano. Ainda sem título, o trabalho foi gravado
em apenas duas semanas. O disco conta com uma nova banda, a Arcs, que inclui o guitarrista Kenny Vaughan (da Marty Stuart and His Fabulous Superlatives)
e Leon Michels, tecladista que fazia turnê com o Black Keys e que também coproduziu o álbum. Auerbach explora vários sons novos. “Só queria que ficasse superesquisito, que tudo fluísse e fi casse coeso. Muitas das músicas se fundem, é algo parecido com o Grateful Dead. Basicamente é tudo o que adoro na música
embalado em um disco!” Uma faixa é sobre as viagens que ele fez ao estado do Mississippi com o pai para aprender sobre blues. Os dois ainda estão ligados pela música: Auerbach acaba de produzir o primeiro álbum do pai, que “compôs todas as músicas”, diz o astro a respeito de Charles Auerbach, vendedor de antiguidades. “Ele não é cantor, mas estou forçando. Reservei algumas horas de estúdio com músicos muito bons, mas ele ficou nervoso demais para aproveitar.”