Edição 111 - Novembro de 2015

ATLETAS DE PALCO

ÀS VÉSPERAS DA ROLLING STONE MUSIC & RUN, MARCELO D2, MC AORI E SEU JORGE REVELAM AS PLAYLISTS QUE ESCUTAM NA HORA DE CORRER
  • Imprimir
SEM PAUSA
POPOH VINICIUS
por LUCAS BORGES

Tênis, short e camiseta confortáveis nem sempre são o suficiente para quem pratica corrida. Muitos atletas amadores têm um quarto item indispensável na lista: o fone de ouvido. Esse costuma ser o perfil do apaixonado público que comparece à Rolling Stone Music & Run, que chega à terceira edição na cidade de São Paulo, em 7 de novembro, no Memorial da América Latina, e estreia em Curitiba, no dia 28 do mesmo mês, na Pedreira Paulo Leminski. Os inscritos podem escolher trajetos de 5 ou 10 km. Ao final do percurso, todos são brindados com cerveja à vontade, e antes e depois das provas há shows de Hey Jude e Ultraje a Rigor, em São Paulo, e Warriors, Rogério Cordoni & Orquestra PM e Blitz, em Curitiba. No aquecimento para as provas, ouvimos as impressões e dicas musicais de Marcelo D2, MC Aori e Seu Jorge, três artistas que têm se aventurado nas pistas. “Comecei a correr há um mês por incentivo do Seu Jorge e já estou viciado”, conta D2. Ele diz que a prática está, inclusive, refletindo nos shows. “Tenho mais fôlego e me sinto mais focado, mas essa nunca foi minha meta. Comecei a correr para cuidar um pouco de mim.” Aori é outro que decidiu entrar na brincadeira pensando na saúde. “Passo muitas horas em frente ao computador. Então, a corrida é o momento do dia no qual posso me dedicar ao meu corpo sem pensar em nada mais”, afirma. Já Seu Jorge abraçou o esporte graças a um acordo com o médico dele. “Prometi que logo após parar de fumar praticaria uma atividade física. A corrida me pareceu algo muito mais à mão, prático, pois exige pouco equipamento. Fora isso, é superatraente, porque cria uma relação com a rua, com a paisagem e com os outros praticantes.”