Edição 111 - Novembro de 2015

Direto na Fonte

Banda brasileira Water Rats foi a Seattle, nos Estados Unidos, gravar um EP produzido pelo lendário Jack Endino
  • Imprimir
por LUCIANA RABASSALLO

A banda water rats aterrissou na cidade norte-americana de Seattle, a capital do grunge, para registrar as seis canções que integram o EP Hellway to High, que tem previsão de chegar às lojas em 2016. O grupo curitibano, formado por Alex Capilé (guitarra e vocal), Pedro Gripe (guitarra e vocal), Bi Coveiro (baixo) e André Dea (bateria) – que durante as gravações substituiu Renê Bernuncia –, foi uma das se-te bandas brasileiras escolhidas pelo projeto Rubber Tracks Global, da Converse Rubber Tracks, para gravar em icônicos estúdios ao redor do mundo. “Trabalhamos durante alguns dias no estúdio Avast, no qual foram feitos discos de nomes como Bikini Kill, Mark Lanegan, Mudhoney, Band of Horses, entre tantos outros que adoramos”, se entusiasma Capilé. “No primeiro dia de gravações descobrimos que ninguém menos do que Jack Endino seria o nosso produtor.”

A empatia entre o Water Rats, que carrega em sua sonoridade uma mistura de punk oitentista com rock alternativo dos anos 1990, e Endino, o responsável por produzir Bleach (1989), disco de estreia do Nirvana, foi inspodetantânea. “Decidimos que gravaríamos as bases ao vivo e posteriormente as vozes e os overdubs. Ele deu várias dicas sobre os timbres dos instrumentos, mas respeitou a estrutura que já tínhamos. Foi uma honra e um marco na carreira do Water Rats”, completa. Durante a passagem por Seattle, a banda ainda recebeu conselhos valiosos de outro grande nome do rock alternativo: Thurston Moore. “Foi uma loucura”, crava Capilé. “O Sonic Youth é um grupo que exerce uma grande influência sobre nós. Moore apareceuno estúdio e disse que gostou muito do que estávamos fazendo. Ele acompanhou toda a mixagem e falou: ‘Esse é o meu tipo de punk rock’. Foi incrível poder conversar com ele e ouvir histórias sobre o primeiro show do Sonic Youth em Seattle.”

A cidade na qual viveu Kurt Cobain também serviu de inspiração para as composições do grupo: “As pessoas são naturalmente alternativas em Seattle, é um local libertário. A cidade tem leis severas contra qualquer tipo de preconceito, lojas de discos incríveis e foi o berço de bandas que mudaram a música”.

Hellway to High sairá em vinil de 12 polegadas editado pelo selo Läjä Records.