Edição 112 - Dezembro de 2015

Conquistando Novos Territórios

Corrida de rua da Rolling Stone estreou em Curitiba e completou três anos em São Paulo
  • Imprimir
por Rolling Stone Brasil

Composta de três imensos paredões naturais cobertos por vegetação e circundados por lagos, além de vizinha à famosa Ópera de Arame, a Pedreira Paulo Leminski, um dos principais cenários de espetáculos musicais de Curitiba, é também um convite à prática de atividade física. Não poderia ter acontecido em outro local, portanto, a estreia da Rolling Stone Music & Run na capital paranaense.

A corrida de rua chegou ao terceiro ano em 2015, novamente proporcionando uma experiência esportiva e sonora única para os participantes. Em São Paulo, onde é realizada desde seu início, em 2013, a prova já virou tradição. Neste ano, mais uma vez, ela aconteceu na região do extenso Memorial da América Latina, onde, no dia 7 de novembro, o público percorreu trajetos de 5 ou 10 km, conforme a opção e o preparo físico de cada um. Os atletas ainda curtiram apresentações do espetáculo Hey Jude, que reproduz fielmente um show dos Beatles, e do Ultraje a Rigor, que levou sucessos como “Marylou”, “Pelado”, “Inútil” e “Nós Vamos Invadir Sua Praia” à Arena Rolling Stone após a entega de medalhas.

As distâncias da prova paranaense, queaconteceu em 28 de novembro, foram as mesmas de São Paulo e o tempo estava parecido com o que abençoou a prova paulistana três semanas antes – um clima levemente úmido e que veio a calhar para refrescar a multidão. No palco, Rogério Cordoni, que faz cover de Elvis Presley, proporcionou uma divertida parceria com a orquestra da polícia militar local e seu numeroso conjunto de metais, cantando clássicos do rock. Ainda antes da corrida, o grupo Warriors também apresentou uma inquestionável lista de hits consagrados do gênero.

O grand finale, depois da premiação dos vencedores, ficou a cargo da Blitz, veterana da Music & Run (a banda se apresentou na capital paulista, no ano passado). “Que lugar maravilhoso!”, empolgou-se o vocalista Evandro Mesquita, ao se deparar com a festa na Pedreira, depois de aparecer para os presentes de forma apoteótica em meio a luzes e fumaça, simulando uma corrida em câmera lenta. “A Blitz nasceu na areia de Ipanema, temos tudo a ver com esporte”, cravou.