Edição 113 - Janeiro de 2016

Apimentando tela

Elis Regina é celebrada em filme do diretor Hugo Prata, conhecido pelo trabalho em videoclipes
  • Imprimir
APIMENTANDO A TELA
Divulgação
por Luciana Rabassallo

Depois de ser tema de uma peça musical (Elis, o Musical, de 2013) e ter a história de vida contada em dois livros (Elis – Uma Biografia Musical e Elis Regina – Nada Será como Antes, ambos de 2015), a forte personalidade e o talento inigualável da eterna Pimentinha serão retratados nas telonas. O cineasta Hugo Prata dirige a cinebiografia Elis, com estreia prevista para o segundo semestre de 2016. “Eu sou apaixonado por música”, conta Prata, que já comandou diversos videoclipes, antes de acrescentar: “Tenho um envolvimento muito forte com a história da Elis, e era natural que meu primeiro longa fosse sobre música”. A atriz Andreia Horta foi a escolhida para interpretar Elis Regina, que morreu há 34 anos. “Sou extremamente fã dessa intérprete maravilhosa desde a minha adolescência. Por isso, ao longo do tempo, fui cultivando uma vontade de poder juntar a carreira de Elis ao meu trabalho”, conta a atriz. “Andreia nos procurou assim que soube que estávamos trabalhando em um roteiro para essa cinebiografia”, relembra Prata.

“Ela conseguiu emocionar todo mundo que acompanhou o teste para o papel. Foi um momento muito bonito e tivemos certeza de que ela era a pessoa certa para isso.” Antes de as filmagens começarem, a atriz fez uma imersão de três meses na vida e na obra de Elis Regina. “Além de assistir a entrevistas e shows, a minha preparação envolveu uma fonoaudióloga e um professor de canto. Foi uma experiência incrível.” O elenco ainda conta com Caco Ciocler como César Camargo Mariano e Gustavo Machado como Ronaldo Bôscoli.

Recomendadas