Edição 116 - Abril de 2016

Adeus Precoce

Phife Dawg, rapper do A Tribe Called Quest, morreu aos 45 anos
  • Imprimir
Adeus Precoce
Invision/Ap

Malik Taylor, o rapper conhecido como Phife Dawg e cujas rimas ajudaram a alçar o .A Tribe Called Quest. ao sucesso comercial e de crítica, morreu em 22 de março, aos 45 anos, devido a complicações resultantes da diabetes. Em 2008, ele havia sido submetido a um transplante de rim. Taylor apareceu em todos os cinco discos de estúdio do .A Tribe Called Quest., um dos precursores do rap alternativo, com destaque para The Low End Theory (1991) e Midnight Marauders (1993).

Ele fazia os vocais roucos que serviam como contraponto à abordagem menos grave de Q-Tip.

O grupo se separou e se reuniu diversas vezes desde o lançamento do último álbum, .The Love Movement (1998).. Conforme é mostrado no documentário .Beats, Rhymes & Life: The Travels of a Tribe Called Quest., eles se reuniram esporadicamente para apresentações ao vivo, mas pararam de gravar novas faixas. Os constantes problemas de saúde impediram Taylor de intensificar a carreira solo. Sem o grupo que ajudou a fundar, lançou apenas Ventilation: Da LP (2000). Porém, em entrevista à Rolling Stone norte- americana em novembro de 2015, Taylor estava otimista a respeito de sua saúde e revelou planos de trabalhar em estúdio. “Tenho meus dias bons e meus dias ruins”, disse. “Mas estou mais ou menos em boa forma, então não posso reclamar muito.” Na mesma entrevista, ele revelou a existência da faixa “Nutshell” (que acabou sendo divulgada após sua morte), primeiro single de um EP chamado Give Thanks que ele planejava. Taylor também vinha trabalhando no .LP Muttymorphosis., que esperava lançar em 2016 e que, segundo ele, seria “basicamente a história da minha vida”.