Edição 117 - Maio de 2016

Realidade Country

Morto aos 79 anos, Merle Haggard usava a música para falar do homem comum
  • Imprimir
Realidade Country
Ap Photo
por Paulo Cavalcanti

O cantor e compositor Merle Haggard marcou profundamente a música country norte-americana. Nascido na cidade californiana de Oildale, o artista morreu aos 79 anos em Palo Cedro (também na Califórnia), justamente no dia de seu aniversário, 6 de abril. Ele sofreu de complicações causadas por uma pneumonia.

Tendo tido uma juventude difícil, o músico foi preso várias vezes. Nos anos 1960, se estabeleceu em Bakersfield, Califórnia, onde seu country com pegada roqueira contrastava com o cenário pop, comercial e romântico de Nashville. Ele logo se tornou uma das figuras mais bem-sucedidas e polêmicas da música dos Estados Unidos.

“Okie from Muskogee” (1969), uma canção irônica que atacava a contracultura e tinha a frase “nós não fumamos maconha em Muskogee”, foi alvo de controvérsia. As canções de Haggard falavam de conflitos raciais, problemas dos trabalhadores e tribulações do cotidiano dos desprivilegiados. Com o passar do tempo, no entanto, ele foi deixando de lado temas pesados. Gravou álbuns de western swing, sua grande paixão, e também trabalhou ao lado de amigos como Willie Nelson e George Jones.