Edição 119 - Julho de 2016

Canções do Exílio

Residente de Los Angeles, Carla Hassett exalta origem brasileira em novo disco, +Blue
  • Imprimir
Canções do Exílio
Maya Adrabi/Divulgação
por Gabriel Nunes

Carla Hassett está com saudade de casa. Radicada nos Estados Unidos desde os 3 anos, a cantora revisita as raízes brasileiras no recém-lançado disco +Blue. “Penso no Brasil o tempo todo”, diz. Elaborado ao longo de um ano, o mais recente álbum da artista só foi viabilizado graças a uma campanha de arrecadação online.

Depois de acumular o dinheiro necessário, Carla reuniu gente do calibre de Leonardo Costa, Felipe Fraga, Gibi e Alberto Lopez (músicos de Sergio Mendes) e deu início aos trabalhos nos estúdios de Los Angeles EMP e no consagrado Sunset Sound, que já recepcionou gigantes como Prince e Rolling Stones. “Acho que finalmente estou conseguindo transmitir o que quero dizer como artista”, declara ela, que também trabalhou como backing vocal de Billy Idol durante a turnê do disco Charmed Life (1990).

Além de sete faixas originais, +Blue traz covers de “Ladeira da Praça”, do Novos Baianos, e de “A Little More Blue”, canção feita por Caetano Veloso durante o período de exílio em Londres – e que inspirou o título do disco de Carla. “Me identifiquei com essa música. Conheço bem a sensação de querer estar em outro lugar, mas não conseguir.”

A cantora pretende realizar uma temporada de shows no Brasil entre agosto e setembro. “Estou negociando um punhado de apresentações em São Paulo. Embora não tenha nada definido, mal vejo a hora de voltar para a minha terra”, declara.