Edição 120 - Agosto de 2016

Na Mira da Lei

Keith Richards encarava a possibilidade de prisão no Canadá por porte de drogas
  • Imprimir
Na Mira da Lei

Em fevereiro de 1977, durante uma turnê dos Rolling Stones, Keith Richards foi pego em Toronto, Canadá, com 22 gramas de heroína. Segundo as leis então vigentes no país, a quantidade qualificaria o músico como traficante e não usuário. Richards foi detido e libertado depois de pagar fiança, mas ele ainda teria que encarar um julgamento e, se fosse condenado, poderia cumprir de sete anos a prisão perpétua. A nota publicada na edição afirmava que o promotor-chefe, Julius Isaacs, estava empenhado em conseguir uma sentença máxima para o astro dos Stones. Depois de permanecer no Canadá até abril, Richards foi para Nova York trabalhar no álbum Some Girls, que seria lançado em junho de 1978, enquanto se submetia a um severo tratamento médico. O guitarrista se declarou culpado, mas teve a sentença suspensa quando seus advogados provaram que ele tinha comprado a droga em solo canadense e não havia transportado a substância para o país com a finalidade de revendê-la.