Edição 120 - Agosto de 2016

Parceria Duradoura

Novamente junto a Martin Scorsese, Robert De Niro estrelava New York, New York
  • Imprimir

Na década de 1970, Robert de Niro estava no auge: a parceria dele com o diretor Martin Scorsese já tinha gerado os clássicos Caminhos Perigosos (1973) e Taxi Driver (1976), quando, em 1977, eles se uniram mais uma vez em New York, New York. No musical ambientado nos anos 1940, De Niro interpretava Jimmy Doyle, um ambicioso saxofonista que se envolvia com a aspirante a cantora Francine (Liza Minnelli). O jornalista Chris Hodenfield visitou o set, falou com Scorsese sobre a suntuosa produção e posteriormente foi atrás do protagonista. Parte da conversa com o ator ocorreu em uma faculdade de cinema em Los Angeles. Hodenfield se juntou aos estudantes e, dentre outros tópicos, o ator foi sabatinado sobre o polêmico e violento Taxi Driver, no qual interpretou o anti-herói Travis Bickle. “Eu senti um pouco de repulsa”, refletiu De Niro com franqueza sobre a experiência. “Fiz todas aquelas coisas horríveis na tela. Costumo assistir a meus filmes, e dessa forma sempre aprendo algo. Mas, na primeira vez que vi Taxi Driver, tive que sair da sala de projeção correndo.” Além de olhar para as parcerias passadas, De Niro e Scorsese também comentaram projetos futuros em conjunto, e já antecipavam Touro Indomável, biografia sobre o boxeador Jake LaMotta. O filme foi feito poucos anos mais tarde e acabou rendendo ao astro o Oscar de Melhor Ator em 1981.