Edição 120 - Agosto de 2016

Peito Aberto

Natalie Cole falava sobre suas raízes
  • Imprimir
Peito Aberto

O lendário editor Ben Fong-Torres relatava em um perfil as contradições da filha de Nat King Cole, morta em 31 de dezembro de 2015, aos 65 anos. No texto, ele contava que, quando jovem, Natalie Cole tinha uma vida privilegiada e só se relacionava com pessoas brancas. Ela só se aproximou de suas raízes afro-americanas durante a vida adulta. Na faculdade, os estudantes negros a consideravam uma figura esnobe. “Eu não queria entrar em nada que tivesse a ver com a revolução”, disse. “Mas eu tinha que saber mais sobre o que acontecia com as pessoas da minha raça. Senti que era minha obrigação. Precisava ser aceita.”

Recomendadas