Edição 122 - Outubro de 2016

Agora Ao Vivo

Como parte da celebração dos nossos 10 anos, damos a largada para o Rolling Stone Festival
  • Imprimir
por Redação

Um festival para reunir fãs de diversas bandas, com gostos diferentes e que frequentam shows variados, mas que têm algo muito importante em comum: são leitores que acompanharam a Rolling Stone Brasil nos últimos 10 anos.

Depois de tantas páginas dedicadas a ícones e novidades do rap, pop, rock e tantos outros gêneros, em 3 de dezembro reuniremos no Memorial da América Latina, em São Paulo, alguns dos principais artistas brasileiros da atualidade. Vamos colocar esse pessoal para mostrar o que fazem de melhor: tocar e cantar. Capital Inicial, Emicida, Sepultura, Titãs, Scalene e vários outros nomes sempre presentes por aqui, no papel, estarão lá, em carne e osso. Seja bem-vindo à primeira edição do Rolling Stone Festival.

Capital Inicial
23-0H30

O Capital Inicial tem a honra e a responsabilidade de ser o headliner do palco principal do Rolling Stone Festival. O grupo encerrará às 23h com tudo a primeira edição do nosso evento. Dinho Ouro Preto, Flávio Lemos, Fê Lemos, Yves Passarell e Thiago Castanho vão aportar no Memorial com o show do DVD Acústico NYC, que o grupo gravou na cidade norte-americana no ano passado, 15 anos depois do bem-sucedido Acústico MTV.

O registro traz faixas como “À Sua Maneira (De Música Ligeira)” e “Olhos Vermelhos”, além de canções feitas para o DVD, indo além dos hits obrigatórios. Também são recuperadas canções de álbuns recentes que não foram trabalhadas como singles, mas mereciam uma nova chance, casos da emblemática “Ressurreição” e de “O Cristo Redentor”.

Eles não poderiam estar mais contentes de compartilhar essa apresentação especial com os leitores da revista. “A Rolling Stone faz parte da minha vida há anos. Para ter uma ideia, tenho um livro com todas as capas que a revista já publicou”, conta o vocalista, Dinho Ouro Preto. “Ela ocupa um nicho único e é uma referência na discussão de música, política, arte e comportamento. A essa altura do campeonato, poder participar do festival promovido pela RS é um privilégio sem tamanho”.

Titãs
21-22H30

“Nossa intenção é fazer todo mundo sair do show suado, rouco e satisfeito”, define o guitarrista Tony Bellotto. O show da banda no festival será uma oportunidade de mostrar ao público a nova formação, com Beto Lee na guitarra e Mario Fabre na bateria, que “adicionaram decibéis e musculatura roqueira aos épicos titânicos”, conforme diz o músico, que está bem satisfeito de realizar essa apresentação para os fãs em um evento da Rolling Stone Brasil. “Fazer parte de um evento da revista é sempre uma glória para qualquer roqueiro do planeta Terra”, ele crava. “A Rolling Stone foi desde o início o veículo máximo de expressão do rock e da contracultura, que transformaram o mundo desde então”.

O tom da performance já está mais ou menos planejado, sintetizando o melhor da banda que redimensiona o rock brasileiro contemporâneo. “Apresentaremos músicas de todas as fases de nossa carreira de 34 anos, mesclando sucessos, algumas canções do disco Nheengatu (2014), músicas que não tocávamos há tempos, como ‘Será Que É Isso Que Eu Necessito’ e ‘Nem Sempre Se Pode Ser Deus’, além de nossa versão titânica de ‘Pro Dia Nascer Feliz’, do Barão Vermelho”.

"A pedra lançada por Muddy Waters continua rolando e nós estaremos lá, empurrando-a para frente”, finaliza Bellotto, se referindo à canção “Rollin’ Stone”, que inspirou o nome da publicação.

Emicida
18H30-19H30

Sendo a maior revelação do hip-hop dos últimos anos, Emicida chega ao Rolling Stone Festival com energia vibrante e frescor musical capazes de dialogar com todos os tipos de público. “Nós estamos preparando uma apresentação para esse momento”, adianta Emicida sobre como será a performance dele no festival. “Mas eu tenho uma coisa de me deixar levar pela energia da plateia e muitas vezes o show vai sendo construído ali no palco. Meu show é realmente sempre cheio de surpresas”, ri o rapper, que foi capa da revista em setembro de 2015, logo depois de ter lançado o mais recente disco, Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa..., seu segundo trabalho em estúdio.

Mesmo com a promessa de momentos inesperados, os fãs podem aguardar os grandes sucessos que ajudaram a consolidar a carreira do rapper. Em sua jornada do underground para o mainstream, Emicida continua a entrelaçar poesia a um cotidiano duro, retratando o preconceito racial existente no Brasil. Para o festival, as expectativas são altas: “Esta não será a primeira vez em que me apresento em um evento no qual a Rolling Stone está envolvida e a atmosfera é sempre muito bacana. No entanto, acredito que em um festival desse porte, celebrando os 10 anos de história da publicação, será especial e diferente”.

Ira!
17H-18H

Mais de 30 anos de estrada garantiram ao Ira! um posto dentro do panteão de grandes expoentes do rock oitentista brasileiro. Com interrupção na carreira em 2007 e de volta à ativa desde 2014, o Ira! retorna aos palcos com o dobro de fôlego da juventude e sede de novas energias.

Acompanhados dos músicos Evaristo Pádua, Daniel Scandurra e Johnny Boy, os veteranos Edgard Scandurra e Nasi (que recentemente saíram em turnê pelo Brasil com o projeto Ira! Folk, em que realizavam releituras minimalistas e acústicas de grandes canções do Ira!) vêm ao Rolling Stone Festival para executar um repertório digno da importante carreira que construíram, com clássicos absolutos garantidos.

Camisa De Vênus
15H30-16H30

Vinte anos depois de Quem É Você? (1996), o Camisa de Vênus retorna a todo vapor com Dançando na Lua (2016), o sexto álbum da carreira, mostrando que ainda é capaz de embalar antigos fãs e conquistar novos ouvintes.

Em comemoração aos 35 anos de história, a banda trará todos os seus grandes sucessos para o Rolling Stone Festival. O grupo definiu uma geração de rock no Brasil e celebrará essa história de sucesso com seus inúmeros hits. O quinteto soteropolitano é formado por Marcelo Nova, Drake Nova, Robério Santana, Leandro Dalle e Célio Glouster e estará no palco Devassa Puro Malte para mostrar a turnê do novo disco.

Supla
14H-15H

Sem medo de arriscar e com sua famosa atitude rock n’ roll, o grande Charada brasileiro pisa no palco do Rolling Stone Festival para mexer com a mente do público. Supla vem com ânimo redobrado para celebrar um aniversário bastante marcante: em 2016 ele completa 30 anos de carreira.

Depois de tanto tempo na estrada, o artista, que ainda mantém o duo Brothers of Brazil ao lado do irmão, João Suplicy, tirou o ano para fazer turnê comemorando essa data e revisitando sucessos. Além disso, se prepara para lançar o décimo quarto álbum, Diga o Que Você Pensa, cujas faixas devem dar as caras no show.

Scalene
18H-19H

O Scalene não é nenhum desconhecido aos palcos de festivais: a banda já participou do Lollapalooza Brasil e do South by Southwest (SXSW), em Austin, Texas, EUA. Formado em 2009, o grupo brasiliense de rock tem na discografia três EPs e os álbuns Real/Surreal (2013) e Éter (2015). Fazem parte do grupo os músicos Gustavo e Tomas Bertoni, Lucas Furtado e Philipe Conde.

Em 2015, depois de 6 anos independentes, a banda foi finalista do reality show musical SuperStar, da TV Globo. Com influências de ícones do rock alternativo, como Queens of the Stone Age e Radiohead, e também do post-hardcore, o quarteto deve tocar faixas que ajudaram a formar o público da banda, como “Danse Macabre”, além de canções do indicado ao Grammy Latino Éter.

Far From Alaska & Ego Kill Talent
19H30-20H30

O quinteto potiguar Far From Alaska e o grupo Ego Kill Talent vão levar ao festival o show conjunto que têm apresentado em turnê. É uma apresentação eletrizante, repleta de guitarras densas e energia (se já é assim com cada banda separadamente, imagine só com as duas juntas).

Com um álbum na discografia (modeHuman, de 2014), o FFA é integrado pelos músicos Emmily Barreto, Cris Botarelli, Rafael Brasil, Edu Figueira e Lauro Kirsch. O grupo surgiu em 2012 e não demorou muito para fazer sucesso, sendo formada por nomes bem conhecidos e experientes na cena potiguar.

Mais recente, o EKT é formado por Jean Dolabella (ex-Sepultura), Raphael Miranda, Estevam Romera, Theo van der Loo e Jonathan Correa (ex-Reação em Cadeia) e já lançou os EPs Still Here e Sublimated. O quinteto foi criado com base na filosofia de que o ego pode ser um dos grandes responsáveis por atrapalhar a criação artística. Daí surgiu o nome – uma redução da frase popular “too much ego will kill your talent” – Ego Kill Talent.

Republica
21H-22H

Na estrada há mais de 20 anos, o Republica já participou dos maiores festivais de música do mundo e trabalhou ou tocou ao lado de diversos ícones da música brasileira e internacional. O quinteto já lançou três discos: um autointitulado, de 1996, There’s No Fucking Electronic Modern Loop (2008) e Point of No Return (2013).

Depois de um período em Los Angeles, no estúdio do lendário produtor Matt Wallace, conhecido como “o sexto integrante do Faith no More” (e que também já produziu R.E.M. e Maroon 5, entre outros), a banda formada por Leo Belling, Luiz Fernando Vieira, Jorge Marinhas, Marco Vieira e Mike Maeda está prestes a acrescentar mais um álbum de estúdio à discografia. O trabalho se chamará Brutal and Beautiful e está quase pronto. O primeiro show dele acontecerá especialmente no festival, com direito a pelo menos sete faixas novas sendo mostradas em primeira mão ao público.

Sepultura
22H30-23H45

De relevância histórica e internacional, o Sepultura é a atração que coroa a noite no palco Devassa Sente o Clima. “Estamos terminando mais um ciclo vitorioso na nossa carreira desde que lançamos o disco The Mediator Between Head and Hands Must Be the Heart, em 2013”, diz Andreas Kisser.

“E estaremos finalizando a grande turnê de 30 anos da banda, que passou por todos os continentes nestes dois últimos anos, fechando as celebrações com chave de ouro no Rolling Stone Festival.” Também em um clima festivo, o Sepultura fará uma performance que lembra a sua trajetória: “Vamos tocar toda a história e mais uma música nova do nosso próximo disco, que vai sair em janeiro de 2017”, adianta.

Paulo Ricardo
16H30-17H30

Com três décadas de trajetória artística, o músico carioca nascido no bairro da Urca é dono de nove álbuns de estúdio solo, além dos trabalhos ao vivo e à frente do RPM. Destaque do pop rock oitentista como frontman da lendária banda (sim, deve ter “Olhar 43” no setlist do evento, além de outros sucessos), ele lançou este ano Novo Álbum, disco que contém a música de trabalho mais recente, “Novo Single”.

Além disso, Paulo Ricardo está empenhado na função de mentor de artistas novatos no reality show de competição musical da TV Globo SuperStar, do qual ele é jurado. No line-up do Rolling Stone Festival, o músico estará acompanhado de quatro bandas egressas do programa: Scalene, Plutão Já Foi Planeta, Bellamore e Playmobille.

Bellamore
15H20-16H

Oriunda de Volta Redonda, interior do Rio de Janeiro, a banda foi uma das finalistas – ao lado dos grupos Plutão Já Foi Planeta, OutroEu e Fulô de Mandacaru – da terceira temporada do reality SuperStar.

Mesclando elementos do pop-rock à música eletrônica, o Bellamore traz na formação os músicos Pedro Lopes, Igor Delesposti, Roberto Vicentini e Matheus Pinheiro. O quarteto fluminense está às vésperas de lançar um EP com cinco canções autorais, entre elas as já conhecidas “Teu Talento” e “Seus”, que foram apresentadas ao grande público no programa da Globo.

Plutão Já Foi Planeta
13H20-14H

A banda potiguar de nome espirituoso terá a função de abrir as atividades do festival. Formado por Natália Noronha, Sapulha Campos, Gustavo Arruda, Vitória de Santi e Khalil Oliveira, o quinteto transita entre o rock e o indie pop, puxando referências da música folk norte-americana.

Vice-campeões na edição mais recente do SuperStar, os integrantes têm um trabalho autoral na discografia, o álbum Daqui pra Lá, que foi lançado em 2014 e será a base do repertório do show.

Playmobille
14H20-15H

Criada no final de 2005, o Playmobille começou fazendo pequenos shows pela Barra da Tijuca, bairro do Rio de Janeiro. O primeiro álbum cheio, Devaneios e Fosforilações, veio em 2008, após duas demos, No Stress e Amante Mutante.

Hoje, 11 anos mais tarde e com mais experiência, Gugu Peixoto, Bruno Dantas, Daniel Rodrigues, Gabriel Mello e Kadu Marins alongaram bastante o currículo. Além da citada passagem pelo SuperStar, o quinteto carioca teve algumas canções inclusas em trilhas sonoras de novelas, como foram os casos da regravação de “Jorge Maravilha” (Chico Buarque), feita para Malhação ID, da balada “A Próxima Vez”, que apareceu em Viver a Vida, e de “A Dança”, que tocou em Sete Vidas.


PALCO DEVASSA PURO MALTE

CAPITAL INICIAL: 23h – 0h30h
TITÃS: 21h30 – 22h30
FREJAT: 20h – 21h
EMICIDA: 18h30 – 19h30
IRA!: 17h – 18h
CAMISA DE VÊNUS: 15h30 – 16h30
SUPLA: 14h – 15h

PALCO DEVASSA SENTE O CLIMA

SEPULTURA: 22h30 – 23h45
REPUBLICA: 21h – 22h
FAR FROM ALASKA + EGO KILL TALENT: 19h30 – 20h30
SCALENE: 18h – 19h
PAULO RICARDO: 16h30 – 17h30
BELLAMORE: 15h20 – 16h
PLAYMOBILLE: 14h20 – 15h
PLUTÃO JÁ FOI PLANETA: 13h20 – 14h

INFORMAÇÕES DO EVENTO

ROLLING STONE FESTIVAL 2016

Data: Sábado, dia 3 de dezembro de 2016
Horário: Abertura dos portões ao meio-dia. Shows das 13h20 até 0h30. Até 16h, compre uma cerveja e ganhe outra.
Local: Memorial da América Latina
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, São Paulo, SP, 01156-001
Classificação: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos. 12 a 15 anos: permitida a entrada desde que o menor esteja acompanhado dos pais ou responsáveis legais. 16 anos: Permitida a entrada desacompanhados.
Ingressos: Tickets For Fun

Preços
Pista
R$ 80 - mediante doação de 1kg de alimento não-perecível ou 1Kkg de ração sólida para cães ou gatos. A doação será recolhida na entrada do evento.
R$ 80 - meia-entrada
R$ 160 - inteira

Pista premium
R$ 160 - mediante doação de 1kg de alimento não perecível ou 1kg de ração sólida para cães ou gatos. A doação será recolhida na entrada do evento.
R$ 160 - meia
R$ 320 - inteira
*PISTA PREMIUM SOMENTE EM FRENTE AO PALCO DEVASSA PURO MALTE
BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA - Citibank Hall - Av. das Nações Unidas, 17.955 - São Paulo (SP) e FNAC Paulista - Avenida Paulista, 901 - São Paulo (SP)

Patrocínio: Devassa e Banco do Brasil
Media Partners: Uol, 89FM e Elemídia

Assessoria de Imprensa:
Atendimento | Juliana Gaspar – 11 99200-2911 – julianag@tudoempauta.com.br
Coordenação | Leandro Giometti – 11 99200-5404 – leandro@tudoempauta.com.br
Gerência Operacional | Patrícia Saraiva – patricia@tudoempauta.com.br
Direção Executiva | Erika Digon – erika@tudoempauta.com.br