Edição 124 - Dezembro de 2016

A Good Donato

Aos 82 anos, artista finaliza o primeiro álbum feito com o filho, Donatinho
  • Imprimir
A Good Donato
Divulgação
por Mauro Ferreira

João Donato foi recentemente a um laboratório fazer um exame. Lá, ouviu de uma atendente: “João, você não precisa fazer exame. Você não morre nunca”.

Aos 82 anos, Donato está cheio de vida. Está concluindo mais um disco, desta vez especial, já que é o primeiro gravado com o filho temporão, Donatinho, tecladista de 31 anos e hoje um músico requisitado. “Donato não envelhece mesmo. Está sempre jovem”, ressalta Donatinho.

O álbum gravado com o filho, batizado Sintetizamor e com lançamento previsto para março de 2017, é o primeiro de canções inéditas de Donato desde Managarroba (2002). Dez parcerias dos dois, letradas por nomes como Davi Moraes e Domenico Lancellotti, compõem o repertório.

O disco alinha sete canções e três temas instrumentais. “Quis ir na onda dele mas trazê-lo para o meu universo musical”, resume Donatinho. “Vamos Sair À Francesa”, que ganhou letra de Ronaldo Bastos, tem a pegada latina de Donato. Já “Surreal”, letrada por Julia Bosco e Lancellotti, é a favorita de Donato e exemplifica bem o mix de estilos com batida funkeada, textura eletrônica e a levada do artista.

Recomendadas