Edição 125 - Janeiro de 2017

Animação “Leite com Biscoito”

Em Caçadores de Trolls, Guillermo Del Toro faz experimentações com mais um tipo de mídia
  • Imprimir
por Stella Rodrigues

Quem diria que um dia a melhor opção não seria passar o Natal com Macaulay Culkin, mas sim com Guillermo Del Toro, de filmes como O Labirinto do Fauno (2006)? Saiu no dia 23 de dezembro, na Netflix, a primeira temporada, com 26 episódios, da apaixonante Caçadores de Trolls, assinada pelo diretor mexicano. Na história, inspirada em um livro de Del Toro, um adolescente (Jim, com voz de Anton Yelchin, em seu último trabalho antes de morrer) descobre um universo habitado por trolls embaixo da pequena cidade onde mora, Arcadia. “Queria fazer algo que remetesse aos desenhos a que eu assistia quando criança, sentado no chão e acompanhado de biscoitos e um copo de leite”, conta Del Toro.

Dois outros nomes que se destacam no elenco de vozes são o do parceiros de longa data do cineasta, Ron Perlman, e Kelsey Grammer. “Uma das primeiras anotações que fiz no meu caderno foi que queria que Kelsey desse voz a Blinky, porque sempre fui muito fã de Frasier. Eu e minha esposa vemos a série toda pelo menos uma vez por ano. E ele tem uma voz profunda que é única na história do audiovisual. Já a de Ron, é uma voz poderosa que funciona perfeitamente para ser imponente, mas ao mesmo tempo representar esse adolescente bravo, que só quer que o pai retorne. Então, foi muita sorte sermos tão amigos, porque aí pude forçá-lo a participar do projeto, querendo ele ou não”, ri Del Toro.

Recomendadas