União dos Mundos

Porta dos Fundos investe em programa de TV sobre vídeos para a internet

Igor Brunaldi Publicado em 15/03/2018, às 17h56 - Atualizado às 19h06

<b>Junto e Misturado</b><br>
Tabet: a TV na internet na TV
Divulgação

Nem só de YouTube vive o Porta dos Fundos. Conhecida pelo canal e pelos vídeos satíricos que publica na plataforma digital, a produtora, fundada em 2012, também já criou conteúdo para o canal Fox Brasil, como a minissérie O Grande Gonzalez, que estreou em 2015, e Refém, inicialmente lançada como websérie, mas posteriormente também transmitida pela Fox. Em 2018, porém, o coletivo encabeçado pelo diretor Ian SBF buscou uma nova porta pela qual pudesse transmitir seu humor, e acabou por encontrar abrigo no Comedy Central. A parceria abriu espaço para a produção da série Borges (que até pouco antes da estreia se chamava Borges Importadora).

O programa conta a história de uma empresa cheia de dívidas e que é repentinamente abandonada pelo dono, o próprio Borges. Os quatro últimos funcionários – interpretados por Antônio Tabet, Karina Ramil, Thati Lopes e Rafael Portugal – se veem desesperados para pagar as contas deixadas pelo chefe e impedir que a importadora vá à falência. De forma escrachada e inusitada, eles acabam percebendo que a salvação seria produzir vídeos para a internet. Tabet, que é um dos fundadores do grupo, conta que a comédia “de ambiente de trabalho” é “uma mistura de Seinfeld com The Office”. “Todos os episódios [tirando o primeiro e o último] podem ser vistos independentemente dos demais, mas quem assistir na sequência, evidentemente, terá uma experiência melhor, porque vai conseguir se familiarizar com os personagens.”

Quanto ao roteiro, o ator avisa: “É um tom acima do humor que a gente faz no Porta”, o que, segundo ele, só foi possível graças à liberdade criativa que o canal ofereceu. Diante da inescapável ironia de ele, justo ele, investir em uma produção para a TV que fala sobre a criação de vídeos para a internet, Tabet diz que “é engraçado como isso chama atenção, mas na verdade não deveria”. “Tudo isso converge. Todas essas plataformas dividem a mesma matéria e disputam pela mesma moeda, que é a atenção”, argumenta. “A parceria com a emissora permitiu reunir o melhor dos dois mundos.”

O QUÊ: primeira temporada de Borges

QUANDO: terças, às 21h30, no Comedy Central