Edição 140 - Abril de 2018

“Creio que temos um pouco de síndrome de vira-lata”, diz ator sobre críticas a 3%

Série brasileira da Netflix retorna para a segunda temporada com novidades no elenco, incluindo o ator Bruno Fagundes
  • Imprimir
por Stella Rodrigues

A motivação para Michele (Bianca Comparato) seguir em frente durante toda a primeira temporada de 3% era o irmão dela, André, que não chegamos a conhecer nos episódios lançados em novembro de 2016 pela Netflix. A partir de 27 de abril, porém, ele ganha uma cara. André é interpretado por Bruno Fagundes (que de certa forma já é um veterano de séries da empresa de streaming, já que fez uma ponta em Sense8, quando a o programa veio gravar cenas no Brasil). “Meu personagem carrega muitos spoilers da trama, mas o que posso dizer é que ele é muito aguardado, ele e a Michele estão há seis anos tentando se encontrar”, adianta, fazendo mistério.

O ator, que é filho de Antonio Fagundes e de Mara Carvalho e que já trabalhou em novela e outras produções, está se preparando para o novo nível de exposição (global) que vai atingir com a estreia de 3%. “Nem nos meus sonhos mais ousados imaginei que faria uma série na minha língua que pudesse ser vista no mundo inteiro”, comemora.

Porém, caso se repita o que aconteceu na primeira temporada, Fagundes estará mesmo sob escrutínio dos próprios brasileiros, que tendem a ser extremamente críticos em relação a títulos e nomes nacionais: foi o que aconteceu na estreia de 3% e com o trabalho de Wagner Moura em Narcos, por exemplo. “Creio que temos um pouco de síndrome de vira-lata, mas acho que esquecem de pensar em uma coisa mais macro. 3% é algo sem precedente na nossa história artística. As pessoas foram um pouco imediatistas ao julgar, não levam em conta o que é lidar com um produto que tem um padrão de qualidade internacional”, argumenta. “É um gênero que não estamos acostumados a fazer e foi muito bem executado, e que cresce em todos os sentidos agora.” Fagundes não é a única novidade nos novos episódios – Fernanda Vasconcellos, Maria Flor, Thais Lago, Laila Garin, Samuel de Assis e Silvio Guindan também estão no time de atores.

Recomendadas