Edição 91 - Abril de 2014

Antes e Depois do Tom

Vanessa da Mata lança disco com músicas gravadas em períodos diferentes da carreira
  • Imprimir
Antes e Depois do Tom
marcos hermes/divulgação
por Christina Fuscaldo

Não adianta insistir: Vanessa da Mata não pretende revelar quais das canções de seu novo disco, Segue o Som, foram compostas no ano de 2013. O álbum, que sai este mês, foi finalizado primeiramente em dezembro de 2012, mas ela interrompeu a produção para se dedicar a show e disco em homenagem à obra de Tom Jobim. “Não vou contar pra ninguém, porque não quero que as pessoas ouçam o disco influenciadas pelo que eu disser”, afirma a cantora. “Sempre tem um pra falar que o álbum está datado.”

Sabe-se apenas que, quando decidiu lançar o CD este ano, Vanessa retornou ao estúdio. Saíram cinco faixas prontas para entrarem outras seis, totalizando 14, sendo a última o remix da faixa-título. “As músicas que vieram depois encaixaram direitinho. As que já estavam prontas, eu acabei rearranjando também. Então, pra mim, o disco está todo novo”, afirma.

Kassin e Liminha, parceiros de longa data, não só assumiram a produção do álbum como ainda se revezaram entre guitarra e baixo durante as gravações. “Eu achava que eles não iam aceitar minha ideia de juntar o pop do Liminha com a inovação do Kassin, mas deu certo. E ainda convidei os dois para tocarem comigo em alguns shows”, Vanessa conta.

O resultado é um disco que parece sintetizar o que a cantora e compositora mato- grossense experimentou ao longo dos últimos 12 anos. Reggae, carimbó, rock, músicas dançantes, tudo isso está em Segue o Som. A grande novidade é a inclusão de duas músicas cantadas por ela em inglês: “Sunshine on My Shoulders”, hit romântico de John Denver, e a composição própria “My Grandmother Told Me”.

Fernando Catatau, Marcelo Jeneci e Lincoln Olivetti marcam presença entre as participações especiais. “Geralmente, não gosto de trabalhar com músicos que não são artistas, aqueles que você substitui e ninguém nota. Gosto de quem acrescenta”, Vanessa diz. E demonstrando que ainda tem muito a criar, avisa que pretende extravasar o que ainda restou de inspiração nos shows da turnê de lançamento, que serão dirigidos por ninguém menos que ela mesma.

Recomendadas