Artista cria mural simultaneamente em três países diferentes

Com a ajuda de robôs comandados via satélite, Alex Kiessling conseguiu fazer três murais iguais, ao mesmo tempo, em Viena, Londres e Berlim
  • Imprimir
TIM - Long Distance Art
Reprodução / Site oficial Veja a galeria completa
por ROLLING STONE/OFERECIMENTO TIM
25 de Out. de 2013 às 15:30

Imagine poder ver sua arte sendo criada em tempo real, simultaneamente, em três países diferentes? Foi o que conseguiu fazer o artista austríaco Alex Kiessling, em um projeto pioneiro chamado Long Distance (ou Longa Distância, em português).

Kiessling é fascinado por robôs e queria encontrar uma maneira de mostrar que as barreiras geográficas não se aplicam à arte, principalmente quando se tem a ajuda da tecnologia. Funcionou assim: em Viena, Kiessling desenhava em um mural, enquanto um sensor infravermelho acompanhava cada movimento de sua caneta. Esse sensor transmitia, via satélite, as informações para dois robôs industriais, um em Berlim, outro em Londres. Simultaneamente, esses robôs faziam o mesmo desenho que Kiessling estava produzindo em Viena.

Foi a primeira vez que um artista fez algo do tipo. A experiência rendeu um mural que uniu os três desenhos, com exposições em Vienna e Londres. E o mais curioso é imaginar que havia pessoas de diferentes regiões do mundo assistindo ao processo artístico de Kiessling, ao vivo, sem nenhum tipo de interferência. A arte realmente não tem limites.

Leia também