Australiano faz grafite com fitas adesivas

Apesar de efêmeras, obras de Buff Diss são eternizadas nas redes sociais dele

ROLLING STONE/OFERECIMENTO TIM Publicado em 08/07/2015, às 17h59 - Atualizado às 18h30

Tim - Buff Diss
Divulgação

Nós já falamos sobre “grafite móvel”, grafite que vira GIF e grafite com plantas – um exemplo de como a arte urbana não para de se ramificar e dar origem a novos meios de expressão nas grandes cidades. Outra forma como o grafite tem ganhado vida além das tintas é com o uso de fitas adesivas, método adotado pelo australiano Buff Diss.

O artista começou a trabalhar com fitas por acaso: antes, ele só as utilizava para fazer marcações para pinturas que realizaria a seguir. Um dia, em 2005, olhando as formas construídas pelas fitas, percebeu que era possível criar usando somente elas.

Uma das diferenças do trabalho com fitas é a efemeridade das obras, quando elas são feitas nas ruas. Diss afirma que, às vezes, em um espaço público, no dia seguinte um trabalho pode já não ser o mesmo. Por isso, ele costuma registrar as obras que faz e compartilhá-las nas redes sociais, incluindo o Facebook. Ao mesmo tempo, graças a essa característica não permanente, o grafiteiro já pôde deixar sua marca – mesmo que temporariamente – em grandes espaços públicos da Austrália.

Veja mais do trabalho dele abaixo.