Bracelete transforma antebraço do usuário em tela touch screen

Com o Cicret, será possível ver e-mails, mandar mensagens e assistir a vídeos na própria pele
  • Imprimir
Cicret - Bracelete
Divulgação
por ROLLING STONE/OFERECIMENTO TIM
2 de Fev. de 2015 às 15:38

Imagine o dia em que você estará andando por aí e, em vez de ver pessoas mexendo no celular, encontrará gente tocando o próprio pulso, como se nele existisse uma tela. Pode até parecer improvável, mas não deve demorar a se tornar realidade, segundo os criadores do bracelete Cicret.

O dispositivo vestível transformará o braço de quem o utilizar em uma tela touch screen, graças a um projetor e oito sensores de movimento, que captam os toques dos seus dedos na pele. Como é possível ver no vídeo abaixo, será possível jogar, assistir a vídeos, responder e-mails, usar apps – basicamente, tudo o que faz um tablet ou smartphone. Dará até para atender ligações, caso seu celular esteja a uma distância em que você consiga ouvir o viva-voz.

A empresa desenvolvedora está arrecadando doações no site oficial para começar a fabricar o aparelho. A ideia é que o Cicret esteja disponível em dois tamanhos de memória (16 GB e 32 GB) e dez cores diferentes, com compatibilidade para o sistema iOS.

Veja no vídeo a seguir, em inglês, como funcionará o bracelete:

Leia também