Celular modular deve chegar ao mercado em 2015

Fabricantes do PuzzlePhone prometem aparelho com três peças montáveis, com duração de até dez anos
  • Imprimir
Celular - TIM
Divulgação
por Rolling Stone/Oferecimento TIM
12 de Jan. de 2015 às 11:56

Os celulares modulares (sobre os quais já havíamos falado aqui) estão bem próximos de chegar ao mercado. Segundo a empresa criadora do PuzzlePhone, um modelo de celular montável com três diferentes peças, os primeiros aparelhos começarão a ser entregues no segundo semestre de 2015.

O objetivo dos celulares construídos em módulos é fazer com que você permaneça mais tempo com o mesmo aparelho – ou com a maior parte dele, pelo menos. Ter um celular modular significa que é possível trocar diferentes peças separadamente: se uma câmera mais potente estiver disponível, você pode, por exemplo, comprar apenas a câmera, em vez de descartar seu velho aparelho e comprar um novo.

No caso do PuzzlePhone, serão três peças cambiáveis: o “cérebro”, no qual ficam processador, câmera e botões de volume; o “coração”, onde está a bateria; e a “espinha”, que carrega o botão principal e a tela de LCD.

O Google também está produzindo um celular modular, que faz parte do Projeto Ara. Ele deve ter entre oito a dez peças. Segundo os fabricantes do PuzzlePhone, a vantagem de ter menos peças em comparação ao aparelho do Projeto Ara é o visual do telefone, que nem de longe se parece com um celular modular, além da redução de custos. A promessa é de que o aparelho possa durar até dez anos.

Os desenvolvedores trabalham, por enquanto, em modelos com três tamanhos de tela e o sistema Android, mas é provável que o produto também seja disponibilizado para Windows Phone, Firefox OS e Sailfish OS. Saiba mais no site oficial.

Leia também