Dez músicas de Bruno Mars para dançar, celebrando o aniversário do cantor (e o fim de semana prolongado)

  • Imprimir
Bruno Mars
AP
por ROLLING STONE/OFERECIMENTO TIM
9 de Out. de 2015 às 15:31

Bruno Mars é, no palco e fora dele, um artista bastante carismático. Tendo desde muito cedo aprendido a se apresentar diante de grandes plateias (ele vem de uma família de músicos do Havaí, e quando criança fazia um show com os parentes no qual imitava Elvis Presley), ele comanda o público como um showman nato. Na quinta, 8 de outubro, o cantor completou 30 anos. Já que é sexta-feira, achamos uma ótima ideia comemorar o aniversário e a chegada do fim de semana prolongado com uma lista animada de músicas do artista (ou das quais ele participa).

“Nothin’ on You” (2010)
Boa parte do mundo só foi conhecer a voz de Bruno Mars com essa canção do rapper B.o.B. A faixa é realmente daquelas que ficam dias na cabeça (como muitas outras de Mars), mas o cantor já estava na estrada há anos, trabalhando em Los Angeles como compositor. O refrão dessa canção é dele, inclusive.

“Billionaire” (2010)
Outro sucesso que veio na sequência e tinha o havaiano como convidado. Lançado por Travie McCoy, esse single serviu para aumentar ainda mais o interesse do público em Mars.

“The Lazy Song” (2010)
O som do ukelele, um instrumento de origem havaiana (mas que tem sido muitíssimo usado na música pop), ganha o ouvinte na primeira audição. Não bastasse isso, Mars lançou um adorável clipe em que canta acompanhado por amigos usando máscaras de macaco. Foi o terceiro single de Doo-Wops & Hooligans, disco de estreia do músico, lançado em outubro de 2010.

“Runaway Baby” (2010)
Quer uma música para pular e cantar aos gritos? Venha direto para essa faixa.

“Young, Wild and Free” (2011)
Outra prova de que Mars sabe bem escolher as canções nas quais fará participações especiais. Essa, dos rappers Snoop Dogg e Wiz Khalifa, tem a voz de Mars no refrão e foi um enorme sucesso no final de 2011.
Tendo a participação de Damian Marley, não poderia ser diferente: é um reggae. Aqui, em uma levada mansinha, com um solo de guitarra suave no meio.

“Liquor Store Blues” (2010)
Tendo a participação de Damian Marley, não poderia ser diferente: é um reggae. Aqui, em uma levada mansinha, com um solo de guitarra suave no meio.

“Locked out of Heaven” (2012)
É praticamente impossível ouvir o primeiro single do segundo disco de Mars, Unorthodox Jukebox, e não se lembrar do The Police. E isso, é claro, é uma coisa boa.

“Treasure” (2012)
A faixa tem uma linha de baixo que parece ter sido feita especialmente para mexer até o mais duro dos quadris. A inspiração veio da faixa “Baby I’m Yours”, do DJ e produtor Breakbot – na época, o músico até provocou Mars pelo Twitter por conta das similaridades entre as canções.

“Show Me” (2012)
Mais uma incursão de Mars pelo reggae. Diferente de “Liquor Store Blues”, que fala sobre curar desilusões nos bares da vida, esta canção é feita para um interesse romântico.

“Uptown Funk” (2014)
Lançada por Mark Ronson, a faixa foi batendo uma marca positiva atrás da outra: ficou 14 semanas no número um da parada norte-americana, foi a segunda canção mais ouvida no século, se combinados downloads e audições em streaming (a primeira foi “Happy”, de Pharrell Williams) e o vídeo se tornou, no último mês de setembro, o nono a alcançar a marca de 1 bilhão de visualizações no YouTube.

Ouça a playlist completa no serviço de streaming TIMmusic by Deezer.

Leia também