Lista: bons filmes dos anos 2000 para quem gosta de Natal (e para quem não gosta também)

  • Imprimir
por Rolling Stone/Oferecimento TIM
19 de Dez. de 2016 às 12:11

Animações de aquecer o coração, um Papai Noel completamente fora do comum e histórias de amor: nesta pequena lista de filmes natalinos lançados entre 2003 e 2011, procuramos colocar um pouquinho de tudo para agradar desde aos mais devotos da data até a quem não liga muito para a tradição católica.

Operação Presente (2011)
Uma adorável animação sobre os bastidores da entrega de presentes pelo Papai Noel (feita a bordo de uma nave supermoderna), que mostra como um desajeitado filho do bom velhinho resolve tomar as rédeas da situação quando uma criança fica de fora da lista.

Os Fantasmas de Scrooge (2009)
Jim Carrey deu vida ao personagem principal, o velho rabugento e mesquinho Scrooge, e aos três fantasmas que o assombram por meio da captura de seus movimentos, que serviram de base para esta bela animação em computação gráfica. É baseado na clássica história de Charles Dickens e tem direção de Robert Zemeckis, o mesmo de Forrest Gump: O Contador de Histórias, os três filmes da franquia De Volta para o Futuro e O Expresso Polar, outro bonito longa com temática natalina.

Papai Noel às Avessas (2003)
Tire as crianças da sala: este é um dos filmes de Natal mais politicamente incorretos já feitos (e é o mais divertido desta lista). Billy Bob Thornton é o pior dos exemplos de Papai Noel, e vai encontrar a redenção com a ajuda de um garoto gordinho e vítima de bullying. Bônus: nesses tempos da volta de Gilmore Girls, vale ver Lauren Graham em um papel bem diferente da conhecida Lorelai Gilmore.

Um Duende em Nova York (2003)
Fazendo rir de um jeito que consegue mesclar acidez e ingenuidade, Will Ferrell está impagável na pele de um humano criado como duende e que mais tarde, na vida adulta, vai atrás de suas raízes.

Simplesmente Amor (2003)
Um singelo clássico natalino para os apaixonados. Tem a atuação do saudoso Alan Rickman (o professor Snape da franquia Harry Potter, que morreu em janeiro de 2016) e marca a terceira aparição de Rodrigo Santoro em uma produção internacional.

Leia também