Playlist: canções de Justin Timberlake para seguir no clima dançante de “Can’t Stop the Feeling”

  • Imprimir
Justin Timberlake
John Shearer/AP
por ROLLING STONE/OFERECIMENTO TIM
20 de Junho de 2016 às 12:20

Pouco menos de três anos depois do lançamento da segunda parte de seu último projeto de estúdio, Justin Timberlake voltou com “Can’t Stop the Feeling”, uma irresistível faixa para dançar. Pensando em quem quer mexer o corpo ao som da voz do norte-americano, montamos uma playlist com esta e outras canções dele que funcionam bem na hora de animar o clima da festa.

“Can't Stop the Feeling”
Trilha da animação Trolls, que deve chegar aos cinemas no fim do ano, a música tem a mistura certa de elementos para um hit nas rádios e na pista: baixo marcado, os conhecidos falsetes de Timberlake, som de palmas, sons eletrônicos e instrumentos de sopro. JT acertou mais uma vez.

“Suit & Tie”
Entre 2007 e 2012, período em que não lançou álbuns, Timberlake não sumiu completamente da música, tendo trabalhado em parcerias ao microfone ou na produção. O foco, no entanto, estava na carreira cinematográfica. Todo mundo estava curioso para ver como seria o terceiro disco dele, 20/20 Experience (2013), e essa canção, que tem a participação de Jay Z, foi a primeira da lista a ser divulgada.

“Rock Your Body”
Terceiro single do primeiro disco solo do artista, Justified (2006), a cheia de groove “Rock Your Body” inicialmente foi oferecida para Michael Jackson, que não quis incluía-la no último álbum que lançou em vida, Invincible (2011). Sorte de JT, que na época em que a lançou tinha 22 anos.

“Take Back the Night”
O mais recente trabalho fonográfico de Timberlake na verdade veio na forma de dois álbuns – 20/20 Experience, que saiu em março de 2013, e 20/20 Experience – 2 of 2, lançado em setembro do mesmo ano. Essa faixa disco foi o primeiro single da segunda parte e, apesar de não ter sido fenômeno nas paradas, merece entrar nesta lista.

“SexyBack”
Carregada de teor sexual, “SexyBack” veio para mostrar que o segundo álbum de Timberlake, FutureSex/LoveSounds (2006), seria mais sensual nas letras e mais diversificado do ponto de vista sonoro – além do R&B, da disco e do soul que embalaram as primeiras canções solo, também passaram a se tornar cada vez mais presentes elementos de música eletrônica e de rock.

“Señorita”
O toque latino vem não apenas do título em espanhol, mas também do piano elétrico.

“Love Never Felt So Good” (Michael Jackson)
Timberlake sempre demonstrou sua devoção ao Rei do Pop, fosse em entrevistas, nos passos de dança ou no pop influenciado por R&B, soul e outros ritmos. Por isso, foi natural a escolha dele para cantar no single póstumo “Love Never Felt So Good”, lançado em 2014.

“4 Minutes” (Madonna)
Entre as parcerias que realizou no período em que ficou sem gravar discos, essa faixa dance e apocalíptica com a Rainha do Pop merece destaque.

“Bye Bye Bye” (‘NSync)
Claro, não poderia faltar uma música do grupo no qual Timberlake fez fama global. No auge da febre das boy bands, ele e seus companheiros venderam milhões de discos e ingressos para shows misturando baladas românticas e faixas de batidas mais rápidas e carregadas nos efeitos, caso de “Bye Bye Bye”.

“Summer Love”
Não é uma canção uptempo, mas serve como um bom esquenta para a noite.

Ouça essas e diversas outras canções do artista no serviço de streaming TIMmusic by Deezer. Se ainda não tem o TIM MUSIC by DEEZER envie MUSICA para 8000 e descubra.

Leia também