Guia de Livros

Sem Dó

Sem Dó

Luli Penna Todavia
  • Rolling  Stone:
    Whole StarWhole StarWhole StarEmpty StarEmpty Star
  • Imprimir
24 de Fevereiro de 2018
“Letreiros são desnecessários em filmes. O cinema deve contar histórias apenas por meio de quadros.” O trecho que a protagonista da graphic novel lê em uma revista sobre a época de ouro em Hollywood é uma referência que explica a escolha de Luli Penna pela narrativa totalmente visual, com uma técnica de ilustração em P&B que lembra a xilogravura, com pouquíssimo texto. Quanto à trama, estamos em uma São Paulo de clima noir de décadas atrás, em que a protagonista Lola vive uma aventura romântica na época de viagens de bonde, quando luvas e chapéus eram itens obrigatórios e o rádio imperava.