Os 100 Maiores Discos da Música Brasileira

  • 100
  • 99
  • 98
  • 97
  • 96
  • 95
  • 94
  • 93
  • 92
  • 91
  • 90
  • 89
  • 88
  • 87
  • 86
  • 85
  • 84
  • 83
  • 82
  • 81
  • 80
  • 79
  • 78
  • 77
  • 76
  • 75
  • 74
  • 73
  • 72
  • 71
  • 70
  • 69
  • 68
  • 67
  • 66
  • 65
  • 64
  • 63
  • 62
  • 61
  • 60
  • 59
  • 58
  • 57
  • 56
  • 55
  • 54
  • 53
  • 52
  • 51
  • 50
  • 49
  • 48
  • 47
  • 46
  • 45
  • 44
  • 43
  • 42
  • 41
  • 40
  • 39
  • 38
  • 37
  • 36
  • 35
  • 34
  • 33
  • 32
  • 31
  • 30
  • 29
  • 28
  • 27
  • 26
  • 25
  • 24
  • 23
  • 22
  • 21
  • 20
  • 19
  • 18
  • 17
  • 16
  • 15
  • 14
  • 13
  • 12
  • 11
  • 10
  • 9
  • 8
  • 7
  • 6
  • 5
  • 4
  • 3
  • 2
  • 1
16

Fruto Proibido - Rita Lee (1975, Som Livre)

  • Imprimir
Reprodução

Por Marcus Preto


Um belo dia, Rita Lee resolveu mudar: jogou pela janela as influências psicodélico-progressivas infiltradas em seus últimos tempos de Mutantes, se afastou da estética glitter de sua estréia solo (Atrás do Porto Tem uma Cidade, de 1974) e, ao lado da banda Tutti-Frutti, produziu o primeiro álbum do rock brasileiro que não soava versão da matriz inglesa. O autor Paulo Coelho, parceiro de Raul Seixas, colaborou em duas letras: “Cartão Postal” e “Esse Tal de Roque Enrow”. Mas “Ovelha Negra”, o principal sucesso do álbum, foi escrita pela própria Rita.