Ator de Gossip Girl é acusado de estupro pela segunda vez

Aurélie Wynn denunciou Ed Westwick, após Kristina Cohen ter feito o mesmo na última segunda, 6; artista nega envolvimento com as atrizes

Rolling Stone EUA Publicado em 09/11/2017, às 17h09 - Atualizado às 17h20

Ed Westwick

Ver Galeria
(2 imagens)

Ed Westwick foi acusado novamente de assédio sexual nesta quinta, 9. De acordo com uma publicação no Facebook da última quarta, 8, ele estuprou a atriz Aurélie Wynn em julho de 2014, mesma época em que atacou a também atriz Kristina Cohen, que o denunciou na última segunda, 6.

Na acusação mais recente, Aurélie afirma ter sido estuprada enquanto estava na casa de Westwick. Ela diz ter sido convidada por uma amiga, que namorava o então colega de quarto de Westwick, “um ator de Glee

Assédio em Hollywood: tudo o que você precisa saber sobre o caso Harvey Weinstein

“Ficamos todos conversando até às cinco da manhã, (...) mas como todos tinham coisas a fazer, decidimos ir dormir por algumas horas, em quartos diferentes, já que a casa era enorme”, escreveu, em um post no Facebook. “E como Kristina, eu disse não, mas ele me fez ficar com o rosto para baixo e eu não pude fazer nada. Ele era forte.”

Ela também escreveu que Westwick “rasgou” o maiô que ela usava. “Quando tudo acabou eu peguei meu telefone e descobri que a garota que tinha me convidado tinha ido embora ou tinha sido expulsa”, continuou. “Contei para o cara que estava saindo que tinha sido estuprada, Mark Salling [de Glee], e quando ele descobriu quem tinha feito isso, fingiu que não o conhecia, depois me culpou e terminou comigo.”

Primeira acusação

Também no Facebook, Kristina Cohen contou uma história parecida a de Aurélie. Ela estava em um encontro com um produtor, que era amigo de Westwick, quando foi levada para a casa do ator. “Eu esperava ir embora quando Ed sugeriu que todos devíamos fazer sexo.” Mas ele insistiu que a atriz e o produtor ficassem para o jantar e, como ela disse que estava cansada, Westwick sugeriu que ela descansasse no quarto de hóspedes.

“Eu acabei cochilando e acordei abruptamente com Ed em cima de mim, colocando seus dedos dentro do meu corpo. Eu pedi para ele parar, mas ele era forte. Lutei o máximo que eu pude (...). Ele me segurou e me estuprou. Aquilo foi um pesadelo e os dias que se seguiram não foram melhores.”

Kristina afirmou também que o produtor que a acompanhava colocou a culpa nela e disse que ela não poderia falar nada sobre o corrido, pois Westwick poderia “acabar com a carreira dela”. “E por muito tempo, acreditei nisso.”

Posicionamento

Westwick está usando o Instagram para se defender das acusações. Ele fez um post na última terça, 7, sobre Kristina. “Eu não conheço essa mulher. E eu nunca me forcei de nada, e nem fiz isso com outra pessoa. Certamente nunca cometi um estupro.”

Nesta quinta, 9, ele fez outra publicação na rede social após a declaração de Aurélie. “É muito triste para mim que, por conta de duas publicações não verificadas e provavelmente falsas nas redes sociais, alguns dessa indústria possam concluir que eu tive a ver com esses terríveis comportamentos. Eu não tenho, e estou cooperando com as autoridades para poder limpar o meu nome o mais rápido possível.”