EMI lançará Beatles em formato digital pela primeira vez

Serão 30 mil pen drives com os 14 álbuns remasterizados, mais bônus, por US$ 279,99; paralelamente, site californiano está sendo investigado por oferecer faixas da banda por US$ 0,25
  • Imprimir
por Da redação
4 de Nov. de 2009 às 13:03

Enquanto a Apple Corps e a gravadora EMI anunciaram na terça, 3, o lançamento de discos dos Beatles em edição limitada em pen drives, o site norte-americano BlueBeat está sob "investigação urgente" da EMI por colocar à venda todo o catálogo do grupo de Liverpool - cada faixa sai por US$ 0,25.

Até agora, o conjunto de Paul McCartney, Ringo Starr e dos já mortos John Lennon e George Harrison havia ficado de fora do filão digital. Ao menos em canais oficiais, a discografia do quarteto não podia ser encontrada para download.

Sir McCartney queixou-se do fato em entrevista ao semanário britânico NME. "Nós estávamos tendo problemas com o iTunes - bom, não o iTunes, a EMI era o problema", o baixista especificou dias antes da chegada às prateleiras do The Beatles: Rock Band e dos catálogo remasterizado da banda.

O atraso começa a ser compensado: a parceria entre Apple e EMI renderá 30 mil pen drives, que serão comercializados a partir de 7 de dezembro (um dia mais tarde, no caso da América do Norte). O pacote digital conterá os 14 discos remasterizados em estéreo e elementos artísticos que acompanharam os títulos, como 13 minidocumentários, textos, fotos raras e imagens das capas originais. Nos Estados Unidos, o pacote sai por US$ 279,99 (cerca de R$ 493).

A decisão da EMI, que até agora vinha sendo reticente quanto à entrada do Beatles na era da informática, surpreendeu. Isso não significa, contudo, que a gravadora esteja pronta para tomar outras ações do gênero, ao menos a curto prazo. "Discussões sobre a distribuição digital do catálogo dos Beatles irão continuar. Não há mais informações no momento", disse o comunicado que anunciou o lançamento à imprensa internacional.

Enquanto a EMI dá o primeiro passo rumo à era das vendas online, o site norte-americano BlueBeat ainda mantinha à venda, até a manhã desta quarta, 4, cerca de 500 músicas lançadas pelos Beatles - as origens vão do estreante Please Please Me (1963) às versões que chegaram nas lojas em 9 de setembro.

O download de cada faixa sai por US$ 0,25. Há, ainda, a possibilidade de escutar todas elas por streaming, de graça (basta se cadastrar no site, procedimento igualmente gratuito). As músicas saem cinco vezes mais baratas que o preço médio de um download no iTunes - o disco Abbey Road completo, por exemplo, custa US$ 4,25.

Um porta-voz da EMI declarou ao jornal britânico The Telegraph que o Blue Beat, hospedado em Santa Cruz (Califórnia), não recebeu autorização para comercializar o catálogo e está sob "investigação urgente". A companhia, até onde se sabe, ainda não tomou medidas legais contra a página, que mantém a oferta no ar desde 16 de setembro, de acordo com a seção de notícias do site.

Recomendadas