Beatles terá novo documentário dirigido por Ron Howard

Filme inclui entrevistas com Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono e Olivia Harrison

Rolling Stone EUA Publicado em 16/07/2014, às 12h19 - Atualizado em 20/06/2017, às 17h27

Ron Howard
Greg Allen/AP

Quando Ron Howard tinha 9 anos de idade, ele já era uma estrela de TV nos Estados Unidos por causa do The Andy Griffith Show – e havia apenas uma coisa que ele queria para o próximo aniversário. “O presente pelo qual eu estava implorando era uma peruca dos Beatles”, ele diz à Rolling Stone EUA com uma risada. “E, em 1º de março de 1964, foi o que eu ganhei: a peruca dos Beatles dos meus sonhos.”

Galeria: dez coisas que você não sabia sobre a música dos Beatles.

Agora, o diretor vencedor do Oscar completa o ciclo de sua obsessão pelo Fab Four tendo se comprometido a dirigir e produzir um documentário autorizado, ainda sem título, sobre os anos durante os quais a banda esteve em turnê (aproximadamente entre 1960 e 1966), um período em que os Beatles cruzaram o mundo, incitaram a Beatlemania e lançaram diversos discos clássicos (como A Hard Day’s Night e Rubber Soul). Para isso, ele entrevistou os integrantes sobreviventes, Paul McCartney e Ringo Starr, e também conversou com Yoko Ono e Olivia Harrison (última esposa de George Harrison).

Edição 91: como os Beatles Conquistaram o Mundo.

“O que é motivador para mim é a perspectiva de que temos agora, temos a chance de realmente entender o impacto que eles tiveram no mundo”, diz Howard. “Aquele período de seis anos traz uma impressionante transformação em termos de cultura global e esses quatro extraordinários indivíduos, que foram ao mesmo tempo gênios e seres extremamente fáceis de se identificar. Essa dualidade é algo que será muito interessante de explorar.”

Galeria: 50 anos de Please Please Me, dos Beatles: faixa-a-faixa.

Howard estará acompanhado dos produtores Nigel Sinclair (vencedor do Grammy e responsável por George Harrison: Living in the Material World e No Direction Home: Bob Dylan), Brian Grazer (Apollo 13 - Do Desastre ao Triunfo, Get on Up) e Scott Pascucci (George Harrison). Eles terão acesso ao vasto arquivo da Apple Corps, a companhia dos Beatles, assim como a gravações amadoras, feitas por fãs, para recriar shows nunca antes vistos. Será o segundo documentário musical de Howard, que fez Made in America (2013), sobre o festival do Jay Z.

Edião 78: portfólio – Beatles.

“Vamos poder usar as gravações em Super 8 que encontrarmos, mas que não têm som. Não conseguiremos reparar digitalmente muito daquilo, mas também estamos encontrando gravações originais”, explica Howard. “Agora podemos sincronizar e criar uma experiência de show imersiva e estimulante. Acredito que vocês se sentirão como se estivessem em algum lugar nos anos 1960, vendo como era estar lá, sentindo e ouvindo. E como diretor, este é um desafio fantástico.”

Galeria – Paul McCartney: as 12 músicas mais “esquisitas” do ex-beatle.

Sinclair diz que o time já localizou algumas imagens surpreendentes do último show dos Beatles, no Candlestick Park, em São Francisco, em 1966. “Na última apresentação dele em 1966, quando eles eram, provavelmente, as pessoas mais famosas do planeta, acabaram carregando os próprios amplificadores para o palco. Acho quase emblemático o charme dessa história”, diz ele. Fã de longa data dos Beatles, ele assistiu à banda em Glasgow, em 1964. “É uma lembrança preciosa para se guardar.”

Edição 87: A Vida Fotográfica de Ringo Starr.

O filme ainda explora a “característica multigeracional” dos seguidores dos Beatles, de acordo com Howard. “Espero que encontremos algo em relação a isso nas filmagens”, ele diz. “Podemos ter uma cena de um garoto ou garota bem jovens em um show, e, então, podemos encontrá-los hoje para conversar com eles e os netos, e ver como é a relação com os Beatles, entender como as várias gerações dão relevância e um valor tremendo à música deles.

Galeria: 12 grandes músicas de George Harrison pós-Beatles.

O documentário deve sair no fim de 2015, se tudo der certo, e Howard diz que está ansioso para entrevistar McCartney e Starr. E ele também tem uma história com os ídolos, curiosamente: metade da banda o encontrou no set da sitcom dele dos anos 1970, Happy Days. “Tínhamos uma informação de que John Lennon queria dar uma passada lá, levar o filho [Julian] e que ele era um grande fã do [personagem] Fonzie. Dei um jeito de tirar uma foto”, ele lembra. “Ele foi cortês e simpático, mas estava lá pelo filho. O que todos nós compreendemos”. Veja a foto abaixo:

Em meio a risadas, Howard acrescenta: “Depois de um ano ou mais, Ringo e Keith Moon estavam passeando por lá. Não sei o que eles estavam fazendo na locação, e não tenho certeza nem se eles sabiam onde estavam, mas eles pareciam felizes.”