Dave Grohl fala sobre Chris Cornell e Chester Bennington: “Depressão deve ser levada a sério”

Vocalista do Foo Fighters também prestou homenagem ao ex-líder do Soundgarden: “O Chris tinha tanto a oferecer”
  • Imprimir
por Redação
5 de Set. de 2017 às 14:13

Dave Grohl, vocalista do Foo Fighters, falou pela primeira vez sobre a morte de Chris Cornell, ex-líder do Soundgarden, e de Chester Bennington, que comandava o Linkin Park. Em uma entrevista à rádio neozelandesa The Rock FM, Grohl e o baterista Taylor Hawkins foram questionados sobre o que pensavam a respeito da depressão, com referência aos suicídios cometidos por Cornell e Bennington.

“Depressão é uma doença encarada de uma maneira diferente por cada pessoa”, afirmou Grohl, antes de prestar homenagem ao ex-vocalista do Audioslave. “O Chris era um cara tão incrível, uma pessoa tão doce, tão talentosa, e que tinha tanto a oferecer.”

Chris Cornell: 15 músicas essenciais

“Eu acho que saúde mental e depressão são assuntos que as pessoas deveriam levar a sério. Existe um estigma ligado a eles, o que é uma pena. Assim como você se cuida em relação a qualquer outra coisa, acho que é importante que as pessoas realmente tentem cuidar delas próprias nesse sentido”, opinou.

Complementando o que foi dito por Grohl, Hawkins continuou dizendo que “não importa quanto há na sua conta do banco, ou quantos cliques tem a sua página no YouTube, ou qualquer merda desse tipo. Como Dave disse, nada importa se você não está se sentindo bem.”

A potência vocal de Chester Bennington em dez músicas do Linkin Park

Cornell morreu em maio, aos 52 anos, e Bennington em julho, aos 41. Ambos cometeram suicídio por enforcamento.

Recomendadas