Em gravadora de Beyoncé e Rihanna, Claudia Leitte grava com Daddy Yankee e mira carreira internacional

Cantora planeja conquistar público nos Estados Unidos e produz um disco com músicas em inglês, espanhol e português
  • Imprimir
por Lucas Borges
11 de Dez. de 2015 às 13:10

Uma artista brasileira circula pelo seleto universo da Roc Nation, a gravadora de Jay Z, cuja equipe é formada por astros da magnitude de Rihanna, Kanye West e Shakira. A representante nacional nessa seleção de celebridades é Claudia Leitte.

Rock in Rio 2015: Rihanna e Sam Smith brilham no dia do pop.

Do grupo de axé Babado Novo, em 2001, passando pela carreira solo e o status de apresentadora do The Voice Brasil, a cantora sentiu a necessidade de expandir mais uma vez seus horizontes. E o trem para o estrelato internacional passou em sua frente.

Celebridades esbanjam criatividade em trajes no Met Gala 2015.

“Jay Brown, sócio de Jay Z, empresário da Roc Nation, o cara que fica por trás de tudo, estava na África e queria me conhecer”, contou Claudia durante evento com a imprensa, realizado nesta sexta-feira, 11, em São Paulo. “Eu não tinha agência, a única forma disponível para estar com ele era viajar à África. Eu disse: ‘I Love challenges, I am going’ [amo desafios, estou indo]”.

O encontro, em 2013, foi seguido meses depois da gravação da música-tema da Copa do Mundo de 2014, “We Are One (Ole Ola)”, com Pitbull e Jennifer Lopez, o cartão de visita da brasileira para ouvidos de outros países. “Hoje, o Brown me apresenta dizendo, ‘Essa é a menina da Copa’, e o pessoal lembra, ‘Oh, the brazilian! [ah, a brasileira]. O Brown acredita muito no meu trabalho.”

Dez escândalos do playback.

“Tive contato com todos. Acontecem várias coisas bem legais, você está em uma sala e de repente entra o will.i.am. É um cara simples, é o máximo, Timberland também. Sobre Beyoncé, Jay Z, eu estava em São Francisco com meus filhos e eles vieram me cumprimentar no final de uma apresentação. Só depois ‘realizei’ a coisa toda. Rihanna é incrível, maravilhosa. Há uma pessoa sobre quem eu preciso falar, uma mulher muito especial para mim, o nome dela é Kirby Lauryen (compositora de “FourFiveSeconds”, gravada por Rihanna, Kanye West e Paul McCartney). O meu processo de criação ao lado dessa mulher flui como se fosse um encontro de almas.”

Psy, Justin Bieber e Katy Perry lideram a lista dos clipes com maior número de visualizações no YouTube.

Todos os esforços de Claudia Leitte parecem voltados nesse momento para que a carreira no exterior vingue. Sua família fixou residência em Los Angeles, o tema dela no carnaval da Bahia, em 2016, é Las Vegas e “Welcome to The Fabulous Largadinho” (o nome do bloco dela em Salvador é Largadinho) e frases em inglês e espanhol são ditas por ela a todo momento, misturadas ao português.

Em breve, um disco será lançado pela artista com produção da Roc Nation, tendo faixas nesses três diferentes idiomas. A primeira das novas canções, “Corazón”, foi apresentada durante o evento desta sexta, 11. Trata-se de uma parceria em espanhol com Daddy Yankee (do sucesso “Gasolina”), mistura de música eletrônica com pequenas referências brasileiras de percussão. A faixa será lançada para o público em 17 de dezembro, por Tidal e iTunes, e o clipe será gravado na próxima semana, tendo o Rio de Janeiro como locação. O álbum, que deve ter outras seis faixas inéditas, ainda não possui data de lançamento. Uma agenda de shows no exterior também está sendo preparada.

“Essas pessoas todas ficam enlouquecidas quando eu mostro todas as batidas, quando toco alguma coisa do Brasil, quando canto em português, eles se amarram. Faço uma linha de pagode no baixo, eles amam. Pegamos até um arrocha e misturamos com uma coisa que parece a música do Drake ‘Hotline Bling’”, conta ela sobre as influências que definirão o disco.

Claudia, contudo, não revelou se algum dos ídolos máximos do pop norte-americano com quem ela tem convivido estará no futuro álbum.

Recomendadas