Escritores de Batwoman deixam HQ depois de proibição de casamento lésbico

J.H. Williams e W. Haden Blackman publicaram uma carta de despedida alegando diferenças criativas com a DC Comics
  • Imprimir
Galeria - Super-heróis homossexuais - Katherine Kane - Batwoman
Repordução
por Redação
5 de Set. de 2013 às 09:15

J.H. Williams e W. Haden Blackman não escreverão mais as histórias da Batwoman. O anúncio foi feito pela dupla de coautores em um blog – o post, contudo, saiu do ar. De acordo com o The Hollywood Reporter, o texto citava diferenças criativas com a DC Comics, editora que publica as histórias da heroína.

Conheça super-heróis que, assim como a Batwoman, assumiram a homossexualidade nas HQs.

As histórias assinadas por ambos serão lançadas, nos Estados Unidos, até dezembro, quando a HQ chegar a 26ª edição. A série de Williams e Blackman recontou a história de Kate Kane, a personagem que se torna a mascarada Batwoman após deixar o exército norte-americano por ser gay.

“Nos últimos meses, a DC nos pediu para alterar ou descartar completamente muitas histórias de uma forma que nós sentimos que poderia comprometer a personagem e a série”, diz o texto da dupla, de acordo com o THR. “Pediram para que abandonássemos os planos de recontar a origem do [vilão] Crocodilo; forçaram-nos a alterar drasticamente o fim do atual arco, que definiria o futuro de Batwoman em várias novas formas; e, o pior de tudo, proibiram de mostrarmos o casamento de Kate e Maggie. Todas essas decisões editoriais chegaram na última hora, depois de quase um ano ou mais de planejamento e criação”.

A edição de fevereiro da HQ mostrava Kate pedindo a então namorada Maggie Sawyer em casamento – algo que se tornou a primeira proposta matrimonial lésbica da história dos quadrinhos. Outro personagem da DC Comics, o Lanterna Verde Alan Scott, revelou ser homossexual em junho de 2012.

Galeria: os dez piores filmes de super-heróis da última década.

“Nós sempre soubemos que, por mais que amássemos a personagem, a Batwoman pertence à DC”, escreveram eles. “No entanto, a natureza dessas mudanças nos deixou frustrados e enraivecidos – porque eles nos impediam de contarmos as melhores histórias que podíamos. Então, depois de muito pensar, decidimos deixar a série depois da edição 26. Parte o nosso coração sair, mas nós sentimos que vocês merecem histórias que levem a personagem adiante.”

Segundo o The Hollywood Reporter, a DC ainda não respondeu o pedido para comentar o caso.

Recomendadas