Ex-marido de Amy Winehouse se diz arrependido por ter apresentado a cantora à heroína

“Usamos heroína juntos por cerca de quatro meses, e então eu fui para a cadeia”, declarou o Blake Fielder-Civil
  • Imprimir
Amy Winehouse e Blake-Fielder Civil
AP
por Redação
27 de Fev. de 2013 às 14:12

Blake Fielder-Civil sempre foi considerado um dos pivôs das crises de Amy Winehouse que resultaram na morte da cantora em 2011. Em entrevista ao apresentador Jeremy Kyle, da emissora britânica ITV, ele admitiu que foi quem apresentou a ex-mulher à heroína.

Como o vício em álcool tirou a vida de Amy Winehouse – e as grandes músicas inéditas que ela deixou para trás.

“Usamos heroína juntos por cerca de quatro meses, e então eu fui para a cadeia”, revelou Fielder-Civil, que foi preso no final de 2007. “Eu piorei muito enquanto estive preso e quando sai me disseram que se eu a amava eu deveria me divorciar e foi o que eu fiz”, revelou, para então mais tarde afirmar que o responsável pelo conselho foi Mitch Winehouse, pai da cantora.

“Eu tenho que ter consciência sobre o que falo, não quero me sentir fugindo da responsabilidade. O fato é que óbvio que eu me arrependo, não apenas pelos danos que causei a Amy e a perda na minha vida, mas também para a família dela, para a minha família e para mim.”

Hoje, Blake Fielder-Civil garante que não usa mais drogas. Em agosto do ano passado, ele entrou em coma pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Sua atual namorada, Sarah Aspin, está grávida do segundo filho do casal.

Recomendadas