Filme sobre ataque ao Bataclan é adiado após repercussão negativa

Ce Soir-Là (Aquela Noite) usaria o atentado terrorista de novembro de 2015, no show da banda Eagles of Death Metal, como plano de fundo para drama romântico
  • Imprimir
por Rolling Stone EUA
29 de Dez. de 2017 às 18:23

Um filme francês feito para a televisão que usaria o atentado terrorista ao clube noturno Bataclan, em Paris, como plano de fundo para contar um drama romântico foi adiado devido a protestos.

O canal aberto France 2 anunciou na última quinta-feira, 28, que o filme Ce Soir-Là (Aquela Noite) foi engavetado por tempo indeterminado após uma petição, criada em novembro, por Claire Peltier, companheira de uma das vítimas, através do site Change.org, arrecadar mais de 39 mil assinaturas contra a produção. A criadora da petição alega que a transmissão seria “muito dolorosa… em respeito aos que se foram e aos que foram feridos”. Ela ainda acrescenta: ”Estamos chocados que tal filme possa ser sequer lançado após um evento tão trágico.”

Após a repercussão negativa, a emissora encarregada do longa declarou que “o filme, que ainda está sendo editado, não foi visto por ninguém da administração do canal”. Acrescentaram ainda dizendo que “o France 2 decidiu adiar o projeto até que a produção tenha consultado amplamente os associados às vítimas.”

No atentado, que aconteceu no dia 13 de novembro de 2015, 89 pessoas morreram quando terroristas dispararam contra o público que assistia a um show do Eagles of Death Metal. O filme usaria a tragédia como ponto de partida para narrar uma história de amor ficcional entre uma francesa e um ex-membro do grupo Talibã, que iniciariam um relacionamento após resgatarem sobreviventes do ataque ao Bataclan.

No começo deste ano, o documentário Eagles Of Death Metal: Nos Amis), que conta a experiência da banda no Bataclan e a volta à Paris, estreou no canal HBO. Completando as homenagens, em novembro, também de 2017, o grupo fez um breve show fora do teatro onde ocorreu o atentado, marcando dois anos passados após a tragédia.

Recomendadas