Fitas com material inédito de Prince são retiradas de cofre na casa dele e família ameaça processar

“É como se ele tivesse morrido de novo. Foi assim que me senti”, diz irmã do músico
  • Imprimir
por Redação
12 de Out. de 2017 às 15:02

As irmãs e herdeiras de Prince afirmam que vários itens de valor foram removidos de um cofre que fica na casa/estúdio onde Prince morava, o Paisley Park. De acordo com a NME, Sharon e Norrine Nelson disseram que quarto caminhões foram até o local no início de setembro e retiraram coisas do cofre. Elas ameaçaram processar o Comerica Bank & Trust, empresa que está trabalhando como executora do espólio do músico, que morreu em abril do ano passado. Entre os objetos levados estão as fitas master de músicas inéditas, cujo valor estimado é de US$ 200 milhões.

O Comerica argumentou que as gravações foram levadas para um depósito em Los Angeles porque estarão mais seguras lá. “Em um esforço para preservar o conteúdo de áudio e vídeo deixado por Prince, o Comerica escolheu a melhor empresa de armazenamento do mundo do entretenimento, a Iron Mountain Entertainment Services”, diz um comunicado divulgado pela companhia. “Em quatro ocasiões diferentes, o Comerica discutiu o processo com as herdeiras e qualquer sugestão de que as coisas foram feitas de outra maneira é incorreta.”

“Queremos a música de volta a Paisley Park, que é onde ela deve permanecer, em casa”, Sharon disse para a agência Associated Press. “É como se Prince tivesse morrido de novo. Foi assim que me senti.”

“Depois de analisar as condições de armazenamento em Paisley Park e com base em uma preocupação em relação às consequências de um incêndio, por exemplo, o Comerica determinou que era necessário transferir o material para um local seguro.” A empresa é obrigada a dar um aviso prévio de 14 dias úteis antes de fazer qualquer transação cujo valor seja maior que US$ 2 milhões e as irmãs argumentam que isso deveria valer também para a ação de retirar itens do cofre.

Recomendadas