Globo quer Marcelo Adnet para novo TV Pirata

Guel Arraes, diretor da versão original do humorístico, tocará projeto com jovens atores, afirma jornal
  • Imprimir
Marcelo Adnet
Still
por Da redação
23 de Set. de 2009 às 15:09

TV Pirata, um dos humorísticos de maior sucesso da televisão brasileira, ganhará versão recauchutada pela Globo. A informação foi publicada na coluna Outro Canal, do jornal Folha de S. Paulo.

A emissora - que exibiu o programa original entre 1988 e 1990, e depois em 1992 - poderá lançar a atração no ano que vem, de acordo com o veículo. Guel Arraes, responsável pela série oitentista que ajudou a catapultar as carreiras de Luiz Fernando Guimarães e Regina Casé (importados do coletivo teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone), retoma o posto de diretor.

Para assinar as piadas e esquetes, posto que originalmente pertenceu a Claudio Paiva, a Globo pode convocar Marcelo Adnet. O humorista, que apresentará o MTV Video Music Brasil deste ano (ele mantém o 15 minutos no canal), é alvo de investidas do canal há alguns meses.

O projeto seria nova arma da emissora para convencer Adnet de integrar o time de globais - em recente entrevista à revista Trip, o cortejado declarou que, hoje, não pensaria em se juntar à equipe do Zorra Total, conforme especulado. "Não iria porque eu seria completamente incongruente com tudo que construí. São duas coisas completamente opostas." No passado, ele participou de atrações do canal, como A Diarista, A Grande Família e Malhação.

Fora Adnet, Arraes tem se reunido com Bruno Mazzeo (criador e protagonista de Cilada) e Fábio Porchat (Zorra Total). Ambos os humoristas estão cotados para escrever e atuar.

Passaram pelo elenco original de TV Pirata nomes como Marco Nanini, Deborah Bloch, Cláudia Raia, Guilherme Karan e Ney Latorraca.

A Central Globo de Comunicação restringiu-se a comentar que "Guel está desenvolvendo um programa com essência no humor e que terá participação de novos humoristas no projeto". Outro projeto de Arraes, diretor de núcleo do canal e com Romance e Auto da Compadecida no currículo, reaviva parceria com Claudio Paiva. Trata-se de um especial de final de ano, focado no humor, sobre os bastidores da televisão.

Arraes, recentemente, ajudou Fernando Meirelles a levar Som e Fúria, minissérie sobre uma companhia de teatro shakespeariana, para a emissora.