John Goodman relembra sua carreira notável ao lado dos irmãos Coen

"Normalmente, eles me deixam apenas divagar em frente à câmera. É um grande prazer", diz
  • Imprimir
John Goodman
Reprodução
por Rolling Stone EUA
29 de Dez. de 2013 às 14:31

No novo e excelente filme dos irmãos Coen, Inside Llewyn Davis - Balada de um Homem Comum, John Goodman interpreta Roland Turner, um músico de jazz que viaja com Llewyn Davis (Oscar Isaac) para Chicago. Ao longo do caminho, ele reclama para Davis sobre o seu estilo sonoro, o seu nome idiota e sobre o seu gato de estimação. É mais um papel memorável para o ator veterano, que desde os anos oitenta se tornou um membro essencial do arsenal dos Coen. A Rolling Stone EUA falou recentemente com Goodman sobre sua longa carreira trabalhando ao lado dos aclamados cineastas e os personagens que ficaram com ele ao longo de todos esses anos.

Conheça Oscar Isaac, astro de Inside Llewyn Davis, a odisseia folk dos irmãos Coen.

Com esse último, quantos filmes com os irmãos Coen você já fez?
Bem, tecnicamente eu participei de cinco deles até agora, mas eu fui o narrador de The Hudsucker Proxy e gosto de contar esse também. E fizemos uma peça de rádio juntos há muitos anos.

Então para Inside Llewyn Davis, eles falaram que queriam que você interpretasse um músico excêntrico que está desmaiado no banco de trás de um Imperial. O que você disse?
Eu disse “Sou seu cara”. Eu nem precisava saber que tipo de carro era. Eu só sabia que fosse o que eles escrevessem, seria interessante e divertido. Eles escrevem personagens com estilo literário. Depois de ler o roteiro, eu queria saber o que acontecia com todas as pessoas depois que o filme terminava. Llewyn? Os Gorfeins? O gato dos Gorfeins? Eu queria saber o que aconteceu com ele.

Os irmãos Coen gostam de te dirigir enquanto a cena está sendo rodada?
Tem momentos em que eles me dizem para ir com tudo, mas é basicamente isso. Normalmente, eles me deixam apenas divagar na frente da câmera. É um grande prazer.

Você já interpretou tantos papéis diferentes. Tem um favorito?
Potso de [a peça da Broadway] Esperando Godot. Eu amo Walter Sobchak, de O Grande Lebowski, porque é isso que as pessoas gritam para mim na rua. Eu nunca me canso disso. Eu provavelmente passei mais tempo com o cara [Dan Conner] de Roseanne. Mas meu personagem favorito é, surpresa, de uma produção dos irmãos Coen. Charlie Meadows em Barton Fink, porque ele gerava muita empatia, considerando a cobra que era. Ele era alguém a quem eu podia me dedicar. Maníaco homicida, mas até que um cara legal. Não existem muitos destes.

Jack White canta “We're Going to Be Friends” em show especial para promover o filme Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum.