Depois de O Mecanismo, José Padilha revela interesse em contar história da usina de Belo Monte

Para o cineasta, “mais importante do que fazer cinema no Brasil, é fazer cinema sobre o Brasil”

Redação Publicado em 10/04/2018, às 16h01 - Atualizado às 16h39

<b>Grande Encontro</b><br>
Selton Mello trabalha pela primeira vez com José Padilha [<i>foto</i>]

Ver Galeria
(2 imagens)

Depois de se inspirar na Operação Lava Jato e na corrupção da política nacional para a série O Mecanismo, José Padilha revelou o interesse em contar a história da usina hidrelétrica de Belo Monte. A construção na bacia do rio Xingu tem gerado polêmica em relação a questões ambientais e de geração de energia.

Em recente entrevista no programa Conversa com Bial, da Rede Globo, o cineasta afirmou que quer falar sobre o que aconteceu em Belo Monte, pois, segundo ele, trata-se de uma mistura de corrupção com um “profundo descaso ambiental e antropológico”. “Eu me interesso e estou estudando para fazer, talvez, um filme”, contou Padilha. “Mais importante do que fazer cinema no Brasil, é fazer cinema sobre o Brasil”.

O diretor de Narcos e Tropa de Elite repetiu o que sempre diz em entrevistas: “É difícil fazer cinema no Brasil, é apertadíssimo o orçamento. Ninguém ganha dinheiro para terminar, o incentivo é muito menor que nos outros países.”