Liam contra Noel Gallagher: uma breve história da eterna briga entre os irmãos do Oasis

Amy Plitt Publicado em 06/10/2017, às 00h00 - Atualizado às 18h50

Oasis Gallaghers - galeria - abre
Reprodução/Facebook

Quando se trata de brigas do rock, poucas são tão divertidas como a dos irmãos Liam e Noel Gallagher, do Oasis. As discussões, sempre carregadas de arrogância, fazem parte da mitologia da banda, assim como a devoção ao Beatles ou o vício no álcool.

Ainda que o Oasis tenha terminado em 2009, o embate continua. Os xingamentos vêm de ambas as partes, principalmente pela mídia e pelas redes sociais (em 2011, por exemplo, Liam disse que preferia “comer a própria bosta a estar em uma banda com ele [Noel] novamente” durante uma entrevista ao LA Weekly) .

A seguir, leia uma recapitulação da história dos irmãos, que rende frutos mesmo após oito anos do fim do Oasis.

Por: Amy Plitt


Anos 1970: A briga começa

Os irmãos Gallagher já admitiram as discussões começaram com o nascimento de Liam. E Supersonic, documentário sobre a banda lançado em 2016, trouxe um exemplo claro da rivalidade. No filme, Liam relembrou um motivo peculiar para destruir as coisas de Noel. “Teve uma noite que eu cheguei puto em casa, e eu não conseguia achar o interruptor. Então eu chutei o rádio novo do Noel. E foi isso.”


1994: Noel deixa a primeira turnê norte-americana do Oasis

Após lançarem o disco de estreia Definitely Maybe em 1994 – que alcançou rapidamente o topo das paradas britânicas –, eles fizeram o que muitas bandas britânicas haviam feito antes deles: tentaram conquistar os Estados Unidos. Mas as coisas não saíram exatamente como planejado. Durante um show em Los Angeles, no clube Whisky a Go Go, a banda, supostamente sob os efeitos de metanfetamina, fez uma apresentação terrível, que terminou com Liam batendo em Noel com um pandeiro e saindo do palco antes do fim da performance. Noel deixou a turnê no dia seguinte, ainda que tenha retornado ao grupo após um curto período de descanso em Las Vegas.


1996: A fama da banda se torna uma ameaça

O Oasis alcançou o auge do sucesso em 1996, um ano após (What’s the Story) Morning Glory? ter consolidado o estrelato do grupo. Foi o ano em que a banda estourou nos Estados Unidos, “Wonderwall” entrou nas paradas norte-americanas e eles apresentaram “Champagne Supernova” no MTV Video Music Awards.

Mas tamanho sucesso foi problemático para uma dupla tão volátil e pretensiosa como Liam e Noel Gallagher (toda a cocaína usada por eles, como já admitiram, provavelmente também não ajudou muito). A banda havia sido escalada para gravar um MTV Unplugged em Londres, mas Liam – alegando uma crise de laringite – não se apresentou, deixando Noel sozinho no palco enquanto ele assistia da plateia.

Depois, quando a banda estava prestes a embarcar em uma turnê pelos Estados Unidos, Liam decidiu que ele não iria (supostamente por ter que procurar uma casa com a então noiva Patsy Kensit). Em uma entrevista ao NME, Noel disse que esse ato “matou [o Oasis] nos Estados Unidos”. No meio da turnê, o mais velho dos Gallagher também resolveu desistir e voltar para a Inglaterra.


1998: a briga dos irmãos é imortalizada no Celebrity Deathmatch

Claro que Liam e Noel acabaram como assuntos de um episódio do bizarro desenho Celebrity Deathmatch, da MTV. No capítulo, os bonecos que representam os músicos lutam em um ringue sem regras, em que Noel chega até mesmo a arrancar a monocelha de Liam.


2000: Noel deixa a banda novamente, após outra briga com Liam

Supostamente, durante uma turnê mundial da banda em 2000, eles entraram em uma briga tão feia (em que o mais novo teria questionado a legitimidade da filha do mais velho) que Noel deixou a excursão de maneira abrupta. Depois, em uma entrevista à revista britânica Q, ele afirmou que “nunca o havia perdoado porque ele nunca havia pedido desculpas”. Ele ainda retornou à banda para se apresentar na Inglaterra, mas o estrago já estava feito.


2005: Noel alega que Liam está “morrendo de medo” dele

Mesmo ainda gravando discos e fazendo turnês, a relação entre os Gallagher já estava abalada em 2005. Eles falavam com a imprensa com frequência sobre as discussões mais recentes, e uma das melhores falas aconteceu durante uma entrevista com a revista norte-americana Spin, quando Noel admitiu que estava manipulando Liam mentalmente para conseguir o que queria. “Eu aprendi que, em vez de brigar, eu posso brincar com o psicológico dele, e ele está morrendo de medo de mim agora.”


2009: Noel deixa o Oasis de vez

Finalmente, após quase duas décadas de conflito, Noel deixou o Oasis. “É com um pouco de tristeza e grande alívio que conto para vocês que estou desistindo do Oasis nesta noite”, disse, em um comunicado na época. “As pessoas podem escrever e dizer o que quiserem, mas eu simplesmente não posso trabalhar com o Liam nem por mais um dia. Ele é como um homem usando um garfo em um mundo de sopa.” Dizem que uma briga entre os irmãos terminou com Liam destruindo um dos violões de Noel. Mais tarde, ele processou o irmão mais velho alegando “calúnia” em relação ao ocorrido.


2011: A briga entra no mundo digital quando Liam descobre o Twitter

Algumas celebridades usam o Twitter para se conectarem com os fãs, enquanto outras, como Noel, utilizam-nas para promover turnês e discos. E, desde 2011, Liam tem usado o Twitter para muitas coisas – publicar letras de música, celebrar Manchester, a amada cidade natal dele, vazar detalhes do álbum solo – e, claro, mandar uma série de mensagens infames para o irmão.

Desde então, ele já tirou sarro da nova banda de Noel, o chamou de “Noel Katie Hopkins Gallagher” e o adjetivou como “morno” repetidamente. No ano passado, decidiu ser curto e grosso, e apenas tuitar “foda-se o Oasis”. Fora todas as vezes que ele chamou o irmão apenas de "batata".


2017: A saga continua



A estreia solo de Liam, marcada pelo lançamento de As You Were, em outubro, não ofuscou os inúmeros tuítes sobre Noel. Um dos destaques deste ano foi: “Então o Sr. Babaca não está conseguindo vender ingressos em Nottingham… hahaha, venha e faça o show de abertura para mim, será como os bons velhos tempos”. Coincidência ou não, Noel preparou um álbum solo para o mesmo semestre.