Mãe de Ariana Grande escreve carta às vítimas do ataque em Manchester: “Estou com todos vocês”

Joan Grande estava nos bastidores na hora da explosão e ajudou a manter fãs a salvo
  • Imprimir
por Rolling Stone EUA
30 de Maio de 2017 às 12:22

A mãe de Ariana Grande, Joan Grande, compartilhou um comunicado na última segunda, 29, honrando as vítimas do ataque terrorista que aconteceu após o show da filha em Manchester, Inglaterra, no dia 22 de maio. “Eu estou com todos vocês frente ao mal e, juntos, nunca vamos deixar que ele governe nossas vidas”, ela escreveu em uma carta publicada no Twitter.

De acordo com a ABC News, Joan estava se dirigindo aos bastidores da Manchester Arena para encontrar a filha quando um homem-bomba detonou o dispositivo caseiro. Ela teria ajudado vários fãs a se manterem a salvo durante o caos que se seguiu.

“Eu passei a última semana refletindo, rezando e em tristeza profunda”, Joan escreveu. “Eu me junto a minha filha ao oferecer ajuda e serviços a todos afetados pelo ato diabólico de terror que ocorreu em Manchester! Meu coração vai a todas as vítimas: aquelas que perderam suas vidas, aquelas feridas, aquelas se recuperando e todos os sobreviventes daquela noite, além das famílias e amigos cujo luto não conhece limites.”

LEIA TAMBÉM
Estado Islâmico assume autoria do ataque no show de Ariana Grande em Manchester
Salman Abedi, de 22 anos, foi o responsável por atentado em show de Ariana Grande
Ariana Grande, Drake e outros artistas lamentam ataque a show em Manchester

O atentado em Manchester deixou 22 mortos e ao menos 60 feridos. O homem-bomba foi identificado como Salman Abedi, um britânico de 22 anos de descendência libanesa. A polícia ainda está investigando a rede de contatos de Abedi e já apreendeu 14 pessoas que estariam conectadas ao bombardeamento.

A tragédia provocou grande apoio de personalidades do mundo da música e do entretenimento, e a própria Ariana divulgou um comunicado na última sexta, 26, após ter publicado um tuíte logo depois do ataque. Dirigindo-se aos fãs, Ariana escreveu “A compaixão, bondade, amor, força e unidade que vocês têm demonstrado uns com os outros ao longo dessa última semana é o oposto exato das intenções hediondas que levariam alguém a fazer algo tão maldoso quando o que aconteceu na segunda-feira.”

Ariana cancelou vários shows da turnê Dangerous Woman após o ataque, mas volta aos palcos no dia 7 de junho em Paris, França. Ambos os shows no Brasil — no Rio de Janeiro, em 29 de junho, e em São Paulo, em 1º de julho — permanecem no cronograma da cantora.

Recomendadas