Mãe de Notorious B.I.G. se diz “confiante” de que será feita justiça em relação à morte do filho

“Quando eles virem todo o amor que está sendo dado, a consciência deles irá pesar um pouquinho”, disse Voletta Wallace
  • Imprimir
Notorious B.I.G.
Mark Lennihan/AP
por Rolling Stone EUA
14 de Março de 2017 às 14:15

A morte do rapper Christopher “Notorious B.I.G.” Wallace, em 1997, tem alimentado uma indústria mórbida, repleta de livros, programas de TV, documentários, e teorias conspiratórias sobre quem estaria por trás do assassinato de uma das figuras mais emblemáticas do rap.

Enquanto o departamento de Polícia de Los Angeles não chega a uma conclusão sobre o caso, Voletta Wallace, mãe do músico, declarou à Rolling Stone EUA que se mantém “confiante” de que a morte do filho será justiçada.

“Sou muito confiante. Muito, muito otimista. Tem tanta coisa acontecendo”, ela disse no último domingo, no Barclays Center, onde o time de basquete Brooklyn Nets celebrou o rapper em um evento chamado Biggie Night. “Livros estão sendo escritos e filmes estão sendo feitos. A verdade não está lá, mas eu sei o que aconteceu e o detetive da LAPD com quem eu falei também sabe. Eu só quero dar uma chance para que eles investiguem, porque o caso permanece em aberto. Eu sempre achei que existe uma conspiração. Eu sempre soube que a verdade estava aí, escondida, mas ninguém a traz à tona.”

Vinte anos após a morte de B.I.G., Voletta ainda continua envolvida com a investigação. “Qualquer mãe faria o mesmo”, ela disse. “Como é uma investigação em aberto, eu não posso desistir”. Já a viúva de Biggie, Faith Evans, se diz mais “esperançosa” do que “otimista” em relação à captura do culpado.

“Nós acreditamos que a LAPD saiba [quem matou ele], mas agora é preciso que justiça seja feita”, ela declarou à Rolling Stone EUA. “Eu rezo para que isso aconteça, mas eu estou quase aceitando o fato de que nada irá acontecer, porque tudo está tão nebuloso e ainda tem muita sujeira debaixo do tapete. Mas os dominós estão caindo um a um ao longo dos anos.”

Faith está preparando o lançamento do disco póstumo The King and I, que será realizado no dia 19 de maio. O álbum terá versos de Biggie entrelaçados com duetos de gente como Busta Rhymes, Snoop Dogg, Lil Kim, entre outros. A ex-mulher do músico e a mãe dele idealizaram o LP há 15 anos, inspiradas por Unforgettable, trabalho lançado em 1991 por Natalie Cole em homenagem ao pai dela, Nat King Cole.

O álbum é um dos muitos projetos sobre o músico que sairão ao longo deste ano. Além dele, teve início, no mês passado, a produção do documentário biográfico One More Chance, que será calcado na vida do rapper. O filme será dirigido pelos irmãos Malloy, responsáveis por uma série de videoclipes, como “St. Anger” (Metallica) e “Icky Thump” (The White Stripes). Além disso, os cineastas produziram o filme Under the Great White Northern Lights, que remonta a trajetória do clássico duo formado por Jack e Meg White compilando uma série de shows da banda.

Segundo o site da revista Variety, a mãe de B.I.G. será uma das produtoras do documentário ao lado das empresas Submarine e ByStorm Films. “Enche meu coração de felicidade saber que a música do meu filho teve um impacto tão grande na comunidade musical, e que as histórias que ele contava foram capazes de inspirar positivamente muitos jovens ao longo dos anos e ainda continuam influenciando tanta gente mundo a fora”, disse Voletta em um comunicado.

Embora a vida do rapper tenha sido abordada anteriormente em documentários e dramatizações cinematográficas – sendo os mais notáveis: Bigger Tha Life e Biggie & Tupac –, One More Chance será o primeiro projeto sobre o artista a ser feito em parceria com os herdeiros dos direitos autorais dele.

Voletta chegou a dar o aval dela para a cinebio Notorious, que foi estrelada por Jamal Woolard. O ator voltará a encarnar o músico no filme biográfico sobre Tupac Shakur, All Eyez on Me. Além disso, uma comédia inspirada pelas letras de B.I.G., cujo título será Think B.I.G., também está em produção, e ainda terá Johnny Depp no elenco como o investigador do controverso assassinato do rapper.

Recomendadas