Mesmo com discografia do Radiohead no Spotify, Thom Yorke volta a criticar a plataforma

Músico inglês, que em 2013 chamou o streaming de “último peido de um cadáver em decomposição”, reclama mais uma vez da remuneração dos artistas pelo serviço

Redação Publicado em 29/12/2017, às 14h17 - Atualizado às 14h29

Thom Yorke, guitarrista e vocalista do Radiohead, durante show da banda no Camden Roundhouse, em Londres, em 2016
KGC-138/AP

Thom Yorke, conhecido crítico das plataformas de streaming voltou a atacar publicamente o Spotify. O vocalista do Radiohead mencionou o serviço de streaming em suas redes sociais, endossando uma pergunta que Geoff Barrow, integrante do Portishead, publicou no Twitter, na última quarta, 27: “Ok, uma rápida pergunta para os músicos. Quantos de vocês receberam mais de 500 libras do @Spotify?”.

Yorke retuitou a pergunta e acrescentou: “Eu mostro a vocês, senhoras e senhores, os comentários abaixo”. As respostas citadas pelo músico inglês são de artistas que disponibilizam suas faixas na plataforma: o produtor de hip-hop Dan le Sac afirmou que recebeu 100 libras equivalentes a 20,000 reproduções; o DJ norte-americano Peanut Butter Wolf disse ter recebido “muito mais do que com reproduções no YouTube, mas muito menos do que com venda de discos” e a produtora, compositora e vocalista LoneLady comentou simplesmente “não”.

O Radiohead entrou na nossa lista de maneiras inusitadas de se lançar um disco

O primeiro comentário negativo de Yorke em relação ao Spotify – maior representante dos serviços de streaming no mundo – aconteceu em 2013, quando o compositor chamou a plataforma de “o último peido desesperado de um cadáver em decomposição”, além de acusá-la de não beneficiar devidamente os artistas, principalmente os menos conhecidos , apesar de ter lucros milionários. Na ocasião, ele aproveitou o momento para retirar do Spotify todo o seu catálogo solo.

Apesar das insatisfações e das diferenças de ideologia, em 2016, a discografia do Radiohead finalmente foi disponibilizada para streaming na plataforma. Mas isso não significou um tratado de paz entre as duas partes. O mais recente álbum do grupo, A Moon Shaped Pool, lançado em maio do ano passado, ficou disponível em outras plataformas durante alguns meses antes de finalmente ir para o catálogo do Spotify. Recentemente, inclusive, até mesmo os projetos solo de Yorke estão disponíveis.

Acompanhado por Flying Lotus, projeto do músico Steven Ellison, o Radiohead finalmente se apresentará novamente no Brasil, em 2018. A banda, que esteve no país pela última e única vez em 2009, tem dois shows marcados: dia 20 de abril no Rio de Janeiro, no Parque Olímpico, e 22 do mesmo mês em São Paulo, no Allianz Parque.

Veja abaixo o tuíte de Thom Yorke e as respostas.