Morre Cláudio Cavalcanti, ator de Irmãos Coragem e Sessão de Terapia, aos 73 anos

Ator estava prestes a voltar à televisão, em mais uma temporada da série Sessão de Terapia, do canal GNT
  • Imprimir
Cláudio Cavalcanti - Sessão de Terapia
Divulgação
por Redação
30 de Set. de 2013 às 09:13

O ator Cláudio Cavalcanti morreu no fim de tarde deste domingo, 29, vítima de complicações cardíacas que surgiram após uma operação na coluna cervical. Ele tinha 73 anos e, atualmente, era secretário municipal de Promoção e Defesa dos Animais do Rio de Janeiro.

Cláudio estava internado desde o dia 16, no hospital Pró-Cardíaco Botafogo, na capital fluminense, cidade onde nasceu e vivia ao lado da esposa Maria Lucia Frota Cavalcanti.

O ator estava prestes a voltar à televisão na segunda temporada de Sessão de Terapia, do canal GNT. Na série, dirigida por Selton Mello, ele interpretava Otávio, um empresário com síndrome do pânico. Ele estaria presente em uma coletiva de imprensa realizada em São Paulo, nesta quarta-feira, 2, para falar sobre o novo ano do programa.

Cláudio possuía uma extensa carreira como ator. Foram mais de 50 personagens vividos na televisão, entre novelas, minisséries e especiais, 22 longas-metragens e dezenas de peças teatrais.

Entre os papeis célebres está Jerônimo, da primeira versão da novela Irmãos Coragem, da TV Globo, que foi ao ar em 1970 e tinha, no elenco, Tarcísio Meira e Cláudio Marzo. Ele também teve destaque em Roque Santeiro (1985), como padre Albano, e A Viagem, na qual interpretava doutor Alberto.

Ele também enveredou pelo universo da política e foi vereador do Rio de Janeiro durante dois mandatos, entre os anos 2000 2008. Foi ainda eleito suplente de deputado estadual pelo DEM, em 2006, e assumiu o cargo dois anos depois, após a cassação do deputado Natalino Guimarães.