Morre aos 62 anos Junie Morrison, integrante do Parliament-Funkadelic e do Ohio Players

O multi-instrumentalista foi fundamental em ambos os grupos, ajudando-os a chegar no topo das paradas
  • Imprimir
Junie Morrison
Reprodução
por Rolling Stone EUA
17 de Fev. de 2017 às 11:38

Walter “Junie” Morrison, que foi tecladista no Funkadelic e no Ohio Players, morreu no último sábado, 11. A filha dele, Akasha, anunciou a notícia pela página do Facebook do artista. Os detalhes acerca da morte não foram revelados. Ele tinha 62 anos.

“É com grande tristeza que o Ohio Players perdeu outro dos integrantes originais da banda, Walter ‘Junie’ Morrison”, escreveu James "Diamond" Williams. “Quando eu entrei na banda em 1972 ele era meu colega de quarto na estrada e já foi meu cunhado também, tendo sido casado com a irmã da minha esposa por um tempo. Descanse em paz. Nós mandamos nossas condolências para a família, amigos e fãs dele.”

A carreira de Morrison teve vários grandes momentos que ressonariam décadas depois da chegada ao topo das paradas. Em um deles, com o Ohio Players, Morrison fez o arranjo e coescreveu “Funky Worm”, de 1972, uma música em que ele fingia ser uma mulher idosa.

O artista também investiu na carreira solo e lançou três discos entre 1975 e 1976 – todos creditados a Junie – e então se juntou ao Parliament e Funkadelic, tornando-se um membro fundamental nos dois grupos, assumindo a função de diretor musical deste último.

Com o Funkadelic, ele coescreveu “One Nation Under a Groove”, a faixa título dançante do álbum de 1978 do grupo, junto a George Clinton e o guitarrista Garry Shider. Foi o maior hit da banda e abriu o caminho para outros grandes sucessos.

O multi-instrumentalista e arranjador nasceu em 1954 em Dayton, cidade do estado norte-americano de Ohio, e fez o debute dele no álbum Pain, do Ohio Players, em 1972.