Paulo Miklos reflete sobre perda e ausência na nova “Vou te Encontrar”, escrita por Nando Reis

Faixa integra A Gente Mora no Agora, próximo disco solo do ex-vocalista e guitarrista do Titãs
  • Imprimir
por Lucas Brêda
28 de Julho de 2017 às 12:10

Paulo Miklos está prestes a lançar o próximo disco em carreira solo, A Gente Mora no Agora. Nesta sexta, 28, ele revelou a segunda faixa do trabalho, “Vou te Encontrar”, música escrita pelo ex-companheiro de Titãs, Nando Reis, e formatada em uma balada ao violão e piano, com orquestrações elevando o tom épico da canção.

“Enviei a ele uma letra e depois cobrei: ‘Pô, você viu?’”, conta Miklos sobre o processo de criação do single. “Ele disse que viu, mas não estava rendendo. Depois, passou um tempo e [o Nando] me ligou, dizendo: ‘Olha, foi de estalo, acordei com uma música inteira na cabeça. Fiz para você, sobre você’. Nada a ver com a [letra] que eu mandei.”

Amigos há décadas, Miklos e Reis formaram o Titãs em São Paulo, no começo dos anos 1980, sendo que eventualmente os dois deixaram a banda (o primeiro deles, mais recentemente, em julho do ano passado). Entre 2012 e 2014, Miklos perdeu a esposa (Rachel Salem, com quem vivia desde 1982) e os pais, e os eventos serviram como espécie de inspiração indireta para a faixa que Reis escreveu.

“É muito interessante, porque é na minha voz, mas ao mesmo tempo escrita por ele”, segue Miklos. “‘Vou te encontrar’, fala. É essa coisa de estar em você a memória das pessoas que você perdeu, de estar na natureza. Tem uma coisa muito bonita e sensível de como encarar isso afetivamente. Quando eu ouvi a música, fiquei emocionado. Ele conhece a minha história. As pessoas que eu perdi são queridas para ele também.”

Junto ao lançamento de “Vou te Encontrar”, Miklos liberou um vídeo ouvindo a faixa com Reis. Ouça a música e assista ao vídeo abaixo.

A Gente Mora no Agora, patrocinado pela Natura e com lançamento previsto para agosto, já teve um single revelado: “A Lei Desse Troço” (ouça abaixo), escrita por Emicida. Além do rapper e do ex-baixista do Titãs, participam do álbum Arnaldo Antunes, Russo Passapusso (BaianaSystem), Tim Bernardes (O Terno), Guilherme Arantes, Céu, Lurdez da Luz, Mallu Magalhães, Erasmo Carlos e Silva, todos como cocompositores.

Apesar de terceiro disco de Miklos em carreira solo, A Gente Mora no Agora – com produção de Pupillo, do Nação Zumbi – é apenas o primeiro trabalho musical dele após a saída do Titãs, em 2016, quando foi substituído por Beto Lee. Recentemente, Miklos participou como jurado do programa de talentos da Band, X Factor Brasil, e deu vida à lenda do jazz, Chet Baker, no teatro.

Recomendadas